Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Embratel lucra R$ 128 milhões no trimestre

Postado em: 28/04/2006, às 15:47 por Redação

A Embratel Participações encerrou o primeiro trimestre do ano com um lucro líquido de R$ 127,9 milhões, recuperando-se do prejuízo de R$ 16,9 milhões do último trimestre de 2005, gerado devido a uma provisão para o Fust (Fundo para Universalização das Telecomunicações).

O resultado é quase três vezes melhor que o lucro de R$ 43,3 milhões do mesmo período de 2005 e foi atribuído à melhoria do resultado operacional e à redução no nível de endividamento. A receita líquida cresceu 7,4% no ano, atingindo R$ 2,037 bilhões, e aumentou cerca de R$ 100 milhões em relação ao último trimestre de 2005 (R$ 1,937 bilhão).

Nos primeiros três meses de 2006, a Embratel obteve um Ebitda de R$ 527,7 milhões, crescimento de 49% em relação ao trimestre anterior e de 13,6% se comparado aos R$ 464,6 milhões do primeiro trimestre de 2005. Isso representa uma margem de 25,9% neste primeiro trimestre ante 24,5% do mesmo período do ano passado e 18,3% do quarto trimestre de 2005.

Longa distância

A participação das receitas de longa distância vêm diminuindo na composição da receita total da Embratel, passando de 65% no primeiro trimestre do ano passado para 59% nos primeiros três meses de 2006. O tráfego de longa distância nacional (LDN) aumentou 15,2% no ano, passando de 2,987 bilhões de minutos no primeiro trimestre de 2005 para 3,442 bilhões de minutos no mesmo período deste ano. A receita de LDN teve um crescimento anual de 1,5%, somando R$ 1,056 bilhão frente a R$ 1,040 bilhão no primeiro trimestre do ano passado.
A maior parte do crescimento teve origem no aumento do número de chamadas originadas por telefones móveis e da quantidade de serviços avançados de voz para o mercado corporativo.

Já o volume de ligações para o exterior na rede da Embratel diminuiu 14,5% entre os primeiros trimestres de 2005 e 2006, alcançando 508,5 milhões de minutos, e a receita caiu 23,7%, baixando dos R$ 191,5 milhões ao fim de março 2005 para R$ 146,1 milhões no mesmo período de 2006.

Comunicação de dados

A receita de comunicação de dados da Embratel foi de R$ 553,6 milhões no trimestre, crescimento de 23,8% na comparação ano a ano (R$ 447,3 em 2005). Comparado aos R$ 507,7 milhões do quarto trimestre de 2005, o crescimento foi de 9,1%. Ao final de março, a Embratel somava 1,789 milhão de linhas equivalentes de 64 kbps, um aumento de 60% frente ao 1,118 milhão do primeiro trimestre de 2005.

Telefonia local

A receita com serviços locais já ultrapassa 10% da receita líquida da Embratel, encerrado o primeiro trimestre do ano com um montante de R$ 206,3 milhões. O crescimento anual entre os trimestres foi 38,2% e, de acordo com o balanço da empresa, o aumento das vendas do serviço local para os clientes corporativos e residenciais compensou a queda na receita de interconexão local causada pela redução de cerca de 25% na tarifa de acesso local. No primeiro trimestre de 2006, o custo da interconexão ficou em 41,6% da receita líquida ante os 45,7% no mesmo período de 2005.

Dívida

A divida total da Embratel ao fim de março deste ano era de R$ 1,635 bilhão, da qual cerca de R$ 1,324 bilhão é de longo prazo (27,2% hedgeada) e R$ 310,5 milhões são de curto prazo (81% hedgeada). A dívida líquida no trimestre estava em R$ 1,064 bilhão já que a empresa apresentava um caixa de R$ 571 milhões em 31 de março.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top