Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ameaças na web aumentam 540% em dois anos, aponta pesquisa

Postado em: 28/06/2007, às 21:34 por Redação

As ameaças na web cresceram cerca de 540% de janeiro de 2005 a janeiro de 2007, de acordo com pesquisa realizada pela Trend Micro, fornecedora de software de segurança de conteúdo e de gerenciamento de ameaças. Segundo o levantamento, embora os usuários corporativos finais possam não estar tão preocupados com a gravidade das ameaças digitais devido à discrição e invisibilidade de muitas novas rotinas de infecção, elas apresentaram crescimento de 163% entre dezembro de 2005 e novembro de 2006.

O estudo analisou as respostas de 1,6 mil usuários finais corporativos de computadores nos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha e Japão, e comparou-as com a análise da rede de pesquisa global de ameaças, o TrendLabs, com um estudo similar realizado em 2005.

Em escala mundial, os usuários finais estão mais conscientes de que os vírus, o spam e o spyware continuam sendo ameaças para a segurança. Particularmente, a conscientização do risco dos spywares cresceu consideravelmente no Japão de cerca de 76% em 2005 para cerca de 93% em 2007. Embora quatro em cada dez entrevistados em todos os países tenham indicado que receberam mais spam nos últimos três meses, quando comparado ao estudo de 2005, os entrevistados nos Estados Unidos reportaram uma redução geral no percentual de spam que receberam ?? 84% em 2005 em comparação a 72% em 2007.

Por outro lado, a monitoração do spam realizada pela TrendLabs indicou um aumento importante na quantidade de mensagens indesejadas em francês e alemão, entre maio e agosto de 2006, quando o spam flutuou entre 1 milhão e 6 milhões de mensagens por mês. Essa tendência foi reduzida depois para entre 7 mil e 10 mil mensagens por mês.

De setembro a dezembro de 2006, a quantidade de spam em japonês chegou a quase 1 milhão, mas os números foram revertidos atualmente para uma média de 350 mil por mês. O spam em inglês chegou a quase 39 milhões em agosto de 2006, e agora reduziu-se à média de 2 milhões por mês. A flutuação na quantidade de mensagens indesejadas registrada pela TrendLabs se deve ao crescimento do spam de imagens e também à introdução de novas tecnologias como a que é capaz de identificar e bloquear o spam de imagens.

Similar aos casos de spam verificados na pesquisa realizada pela Trend Micro, o percentual de entrevistados que receberam spywares reduziu nos Estados Unidos (41% em 2005 contra 35% em 2007) e Alemanha (23% em 2005 contra 19% em 2007), mas mais notavelmente no Reino Unido (42% em 2005 contra 26% em 2007). Como ocorre com o spam, é provável que a redução dos spywares se deva à complexidade e sofisticação dos ataques e ao fato dos usuários finais não conseguirem identificar o novo código malicioso instalado sem seu conhecimento.

Menos usuários finais corporativos nos Estados Unidos reconheçam ter recebido spam. Os internautas entrevistados no Reino Unido percebem em geral que as ameaças à segurança são menos sérias em 2007 do que em 2005. Já, os usuários alemães consideram que todas as ameaças em 2007 são mais sérias em comparação com 2005.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top