Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Apenas 17% da empresas avaliam retorno do investimento em TI

Postado em: 28/07/2005, às 18:32 por Claudiney Santos

Apenas 17% das empresas brasileiras fazem avaliação do Retorno sobre Investimento (ROI) em tecnologia da informação. Essa dado consta da pesquisa Net Impact 2005 ? América Latina, realizada pela consultoria britânica Momento Research Group para o Institute for Conectivity in the Americas e divulgado nesta quinta, 28, pela Cisco System do Brasil.
Segundo o presidente da empresa, Rafael Steinhauser, isso revela uma das dificuldades que o setor enfrenta para crescer, já que o estudo mostra que, caso o Brasil tivesse um ganho de produtividade de 5% por quatro anos seguidos, dobraria a qualidade de vida da população.
O estudo realizado em 2004 com 1,2 mil executivos de empresas do Brasil (33%), México (33%) e Costa Rica, Colômbia, Chile e Argentina, nos setores de finanças, varejo, manufatura e setor público, constata que a empresa que investe em TI acima da média do setor pode ter um ganho até quatro vezes superior sobre seus concorrentes.
Ele recomenda ainda que os empresários invistam em banda larga e segurança, reengenharia de processos, planejamento e otimização de recursos, CRM, automação de força de vendas, gestão da cadeia de suprimentos e formação de pessoal.
A pesquisa apresenta também que 87% das empresas investem para serem mais eficientes; 84% para aumentarem a satisfação dos clientes; 81% para serem mais competitivas.?O custo não está mais como o principal fator, como acontecia há dois anos?, explicou Steinhauser, acrescentando que na área de networking os investimentos serão direcionados para redes convergentes.

Pesquisa

A pesquisa de 28 páginas demonstra números importantes sobre as organizações brasileiras.

* Funcionários com acesso às aplicações de rede:
– Setor público – 55%
– Finanças – 68%
– Manufatura – 42%
– Varejo – 46%

* Acesso por número de funcionários:
– de 25 a 9 empregados – 37%
– de 100 a 499 empregados – 45%
– mais de 500 empregados – 55%

Outro fator que impede o crescimento das empresas é a falta de investimento das mesmas em largura de banda. Das 227 mil empresas brasileiras com linhas dedicadas, só 10% têm acima de 256 Kb.
A porcentagem das que usam conexão com largura de banda superior a E-1 são:
– no Brasil – 16%
– México – 10%
– demais países da pesquisa – 20%
– EUA – 39%

O estudo revela as tecnologias implementadas pelas empresas:
– proteção de vírus baseado em servidor
Brasil – 89%
outros países – 81

– proteção de rede com firewalls
Brasil – 81
outros países – 72

– detecção de intrusos
Brasil – 64
outros países – 65

– VPN
Brasil – 37
outros países – 43

– SAN (storage area network)
Brasil – 31
outros países – 43

– wirelles LAN
Brasil – 22
outros países – 35

– site de disaster recovery
Brasil – 28
outros países – 34

– VOiP
Brasil – 22
outros países – 32

– redes convergentes
Brasil – 18
outros países – 31

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top