Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Intel prepara tablets educionais para o ano que vem

Postado em: 28/10/2011, às 19:00 por Victor Hugo Cardoso Alves

Tablets desenvolvidos exclusivamente para o segmento educacional são a nova aposta da Intel no mercado de computação. A fabricante de chips vem trabalhando globalmente no desenvolvimento de dois modelos, um de tela de 7 polegadas e outro de 10 polegadas, e já negocia com fabricantes a produção dos equipamentos. Os tablets fazem parte da série de produtos Intel Learning, que engloba também o classmate PC. A previsão da Intel é lançar o modelo de 7 polegadas ainda neste ano, com início da produção em 2012, inclusive no Brasil. Já o modelo de 10 polegadas deve ser lançado no fim do primeiro semestre do ano que vem. A companhia não trabalhará com exclusividade com nenhum fabricante.

Pensando exclusivamente no mercado brasileiro, a Intel enxerga uma grande oportunidade para os tablets educacionais. Fabio Tagnin, gerente de educação da Intel do Brasil, ressalta que existe uma demanda latente para o uso de tablets no setor educacional do país. Segundo ele, além da demanda do governo, em projetos como o ProUCA, e da intenção do Ministério da Educação (MEC) de distribuir tablets para as escolas públicas a partir de 2012, diversas escolas particulares têm interesse em oferecer tablets a seus alunos, criando um mercado interessante para a Intel.

O executivo diz que os tablets educacionais, que serão equipados com processadores da família Atom, podem rodar tanto com o sistema operacional Windows, da Microsoft, quanto com o Android, do Google. Com a produção local, a Intel pretende incluir os tablets no Processo Produtivo Básico (PPB) para a categoria e se aproveitar dos benefícios fiscais, como a redução do IPI e a desoneração do PIS e da Cofins.

As especificações e o preço do produto dependem de alguns fatores, como o fabricante que produzirá o equipamento em regime de OEM e o estado em que o mesmo será fabricado. A meta da Intel, entretanto, é que o mesmo tenha um custo bastante acessível, até por conta das licitações do governo, é que este seja próximo ao preço do seu classmate PC, ou próximo dos R$ 400.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top