Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Alibaba negocia para usar Apple Pay como sistema de pagamentos de seus sites

Postado em: 28/10/2014, às 15:30 por Redação

O Alibaba está interessado em uma parceria com a Apple para utilizar o novo sistema de pagamento móvel Apple Pay em seus sites de comércio eletrônico, conforme informou o presidente-executivo da companhia chinesa, Jack Ma. O executivo deu a declaração em uma entrevista ao The Wall Street Journal, durante em uma conferência global sobre tecnologia na Califórnia, na segunda-feira, 28, à noite. "Espero que possamos fazer algo juntos", disse ele, porém advertiu que isso deve ser um "casamento" que ambos os lados querem.

Perguntado se o Alibaba estaria interessado em comprar PayPal depois da separação do eBay, Ma negou protamente. "Eu tenho o Alipay", disse. De fato, o Alibaba já é um gigante em pagamentos. O seu serviço de pagamentos Alipay tem 300 milhões de usuários ativos, segundo Ma. A Apple ingressou no mercado de pagamentos online com o Apple Pay, lançado junto com os novos iPhones no início de novembro e que começou a operar este mês nos Estados Unidos.

Na mesma conferência, o CEO da Apple, Tim Cook, admitiu que vai reunir-se com Ma no final desta semana para discutir potenciais parcerias. Ele disse que o Alibaba tem todas as características de uma empresa que a Apple gostaria de ter um acordo, embora ele não tenha especificado se a empresa vai trabalhar com Alibaba com o serviço de pagamentos.

O Alibaba também tem feito um grande esforço na área de entretenimento, um mercado em franca expansão na China. Em julho, a empresa anunciou um acordo com a Lions Gate Entertainment Corp. para disponibilizar no Alibaba seriados como a saga sobre vampiros "Twilight" ou Crepúsculo, e "Mad Men", que mostra do dia a dia em uma grande agência de publicidade de Nova York.

Ma disse também disse que espera conectar mais pequenas empresas americanas com mercado da China, citando a enorme demanda por bens estrangeiros existente entre os consumidores chineses. Para ele, se os últimos dez anos foram marcados pelas exportações chinesas, os próximos dez serão sobre de importações chinesas.

Desde sua oferta pública inicial de ações (IPO), em setembro, as ações do Alibaba subiram 44% e a empresa alcançou valor de mercado de mais de US$ 240 bilhões, tornando-se maior do que a Amazon e o eBay, juntos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top