Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Groupon é readmitido no Comitê de Compras Coletivas

Postado em: 28/11/2012, às 09:28 por Redação

O Comitê de Compras Coletivas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) readmitiu, nesta quarta-feira, 28, o site de compras coletivas Groupon. A empresa havia sido banida pela camara-e.net em outubro por veicular ofertas em desscordo com as normas de autorregulamentação criadas pelo órgão.

A reintegração se deu após o Groupon ter efetuado mudanças nos procedimentos com a retirada do ar de ofertas que violavam o código de ética e autorregulamentação do comitê, de acordo com comunicado divulgado pela camara-e.net. “O Groupon reafirmou seu compromisso para, em conjunto com os demais integrantes, adotar as melhores práticas de mercado, seguir as normas do código de ética e participar ativamente do processo de autorregulamentação do setor, cuja aplicação efetiva é o principal desafio da camara-e.net. Assim, o comitê volta a ser formado pelas empresas ClickOn, Groupon, Peixe Urbano e Viajar Barato”, diz o comunicado.

Os sites que desejam integrar o Comitê de Compras Coletivas devem se adequar ao código e passar pela aprovação dos integrantes, atendendo os requisitos legais e preenchendo as avaliações promovidas pela camara-e.net. Após serem admitidos, eles recebem o selo de excelência, o que permite ao usuário de internet reconhecer quais são os sites que seguem normas de condutas adequadas na oferta de cupons de desconto.

Mudanças

Rumores também dão conta que os diretores do Groupon podem se reunir nesta quinta-feira, 29, para discutir a contratação de um novo CEO. Uma pessoa ligada ao assunto garantiu  ao The Wall Street Journal que participarão da discussão os três cofundadores da empresa — Eric Lefkofsky, Brad Keywell e o atual CEO, Andrew Manson. Membros do conselho de administração da companhia declararam frustração com o desempenho das ações da empresa.

Em entrevista concedida ao blog de tecnologia All Things Digital nesta quarta-feira, Manson foi questionado sobre os boatos da contratação de um novo CEO para o Groupon. "Nossas ações estão em queda de 80%. Seria estranho se o conselho de administração da empresa não estivesse questionando se eu sou o cara certo para o cargo", respondeu Manson, acrescentando que se sente bem como executivo à frente das operações da empresa. "Se algum dia eu sentisse que não sou a pessoa certa para o trabalho, eu me despediria", declarou.

Vários erros ocorridos na oferta pública inicial de ações (IPO) do Groupon, realizada no ano passado, juntamente com o fraco desempenho da empresa, que acarretou seguidos prejuízos trimestrais, levaram os acionistas a questionarem se Mason tem a experiência para liderar a empresa. Em agosto, ao menos quatro investidores importantes venderam suas participações na companhia, demonstrando descrença em relação ao futuro do negócio.

Existe uma pressão crescente para que o Groupon eleve o preço das ações. Na semana passada, o fundo de investimento Tiger Global Investiments adquiriu 9,9% de participação no site de compras coletivas e no início do mês o Soros Fund Management anunciou a aquisição de 2,5 milhões de ações da empresa.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top