Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

NCR tem lucro de R$ 174 milhões no quarto trimestre

Postado em: 29/01/2007, às 22:49 por Redação

A NCR registrou faturamento de US$ 1,81 bilhão no quarto trimestre, encerrado em 31 de dezembro de 2006, um aumento de 5% em relação a igual período de 2005. O crescimento incluiu dois pontos percentuais de benefício oriundo da flutuação das moedas. O lucro líquido ficou em US$ 174 milhões, ou US$ 0,96 por ação diluída, um aumento de 16% sobre o resultado líquido de US$ 150 milhões, ou US$ 0,81 por ação diluída no quarto trimestre de 2005.

?A NCR produziu um dos melhores trimestres de sua história recente, demonstrando o sucesso das iniciativas que tivemos durante o ano passado para alavancar nossas posições de liderança nos mercados de self-service e data warehousing, melhorar o desempenho operacional e reduzir os custos,? disse Bill Nuti, presidente e CEO da companhia. Segundo o executivo, a separação estratégica planejada da Teradata e da NCR deverá criar duas companhias fortes e independentes, ?com um foco ainda mais forte em suas diferentes bases de clientes, estratégias de negócio e necessidades operacionais?.

De acordo com o presidente da NCR do Brasil, Elias Silva, o ano de 2006 foi marcado por excelentes resultados, tendo como principal destaque os negócios fechados no chamado segmento de self services. ?Essa é uma tecnologia que no ano passado cresceu mais do que o dobro em comparação a 2005. Já as soluções de varejo aumentaram três vezes mais que o ano anterior?, completa. O executivo também estima que neste ano a companhia cresça em novas modalidades de comercialização. ?Vamos investir em outsourcing e aluguel de soluções de auto-atendimento, além de crescer na nossa base de serviços?, antecipa.

O balanço da NCR mostra que o segmento Teradata Data Warehousing faturou US$ 469 milhões no quarto trimestre, um aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano anterior. O resultado operacional foi de US$ 112 milhões, alta de 26% sobre os US$ 89 milhões registrados em 2005. A margem operacional da Teradata melhorou em 200 pontos em termos de receita, o que compensou as receitas desfavoráveis e o aumento do investimento com vendas, criação de demanda e recursos de engenharia. Já o segmento de Financial Self Service gerou faturamento de US$ 472 milhões no quarto trimestre, um crescimento de 6% em relação a igual período de 2005.

O resultado operacional de US$ 85 milhões foi ligeiramente superior aos US$ 84 milhões gerados no quarto trimestre de 2005. A receita maior compensou a erosão de preços que, embora moderada, ainda assim superou as ações da companhia para reduzir custos, assim como as receita adversa, que resultou na subutilização das instalações de manufatura da NCR na América do Norte. Recentemente, a companhia anunciou que a reestruturação de seus recursos globais de manufatura ajudaria o setor de Financial Self Service a recuperar suas margens operacionais para níveis mais aceitáveis.

Por outro lado, o setor de Retail Store Automation obteve faturamento de US$ 258 milhões, o mesmo registrado no quarto trimestre de 2005. Já o faturamento com serviços aos clientes foi de US$ 482 milhões, 2% acima dos US$ 471 milhões registrados em igual período do ano anterior.

Durante o quarto trimestre, a NCR gerou US$ 194 milhões de caixa, oriundos das operações, o que representou um declínio de US$ 17 milhões em relação ao ano anterior. Os gastos de capital no período aumentaram para US$ 78 milhões, comparados aos US$ 39 milhões de gastos de capital no trimestre do ano anterior. Para o ano todo, a companhia gerou US$ 482 milhões de caixa, um declínio de US$ 32 milhões na comparação anual. Os gastos de capital em 2006 aumentaram para US$ 212 milhões.

Para 2007, a NCR espera que o fluxo de caixa aumente para aproximadamente US$ 425 milhões, como resultado de um maior lucro operacional, do timing dos itens de capital de giro entre 2006 e 2007, assim como de gastos de capital menores.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top