Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Nasdaq terá de pagar US$ 10 mi de multa por falhas no sistema durante IPO do Facebook

Postado em: 29/05/2013, às 16:51 por Redação

A Nasdaq concordou pagar US$ 10 milhões em multa, o maior valor aplicado como penalidade a uma bolsa de valores nos Estados Unidos, para encerrar a investigação civil em responsabilidade por uma série de erros em sistemas durante a oferta pública inicial (IPO) do Facebook, em maio do ano passado. O documento divulgado no site da Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador do mercado norte-americano de capitais, reconhece uma série de "decisões fatídicas" que levaram a violações regulatórias.

O resultado dos erros já é conhecido – mais de 30 mil pedidos de transações acerca dos papéis da rede social ficaram parados no sistema por mais de duas horas. Estima-se o prejuízo de US$ 500 milhões a investidores com o fiasco. "Essa ação contra a Nasdaq expõe como sistemas fracos e tomadas de decisões insatisfatórias culminaram não apenas no impacto a um dos maiores IPOs da história, mas também produziram uma série de violações de regras fundamentais que governam nosso mercado", afirmou o co-diretor da divisão de fiscal da Nasdaq, George Canellos.

A Nasdaq concordou no pagamento da pena, que fechou com o dobro do valor estabelecido no início das investigações, sem negar ou confirmar as investigações. Em carta aberta divulgada nesta quarta-feira, 29, o CEO da bolsa eletrônica, Robert Greifeld, afirmou que os desafios da estreia do Facebook no pregão não tiveram precedentes na história do mercado. O IPO representou o maior volume já negociado na Nasdaq.

O relatório da SEC ressalta que, à parte dessa multa, a Nasdaq ainda terá que pagar US$ 62 milhões em indenizações a acionistas. O órgão esclarece que os problemas durante a operação não foram relacionados ao Facebook, mas sim a um erro no monitor do pregão e problemas de compliance com testes de restrições de preço.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top