Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Integração das equipes de TI é vital para segurança nas empresas, dizem especialistas

Postado em: 29/10/2014, às 14:50 por Fabiana Rolfini, de Las Vegas (EUA)*

No mundo digital, em que surgem constantemente ferramentas e oportunidades para potencializar os negócios, crescem as brechas de segurança nas corporações, independentemente de seu porte ou segmento de atuação. Mais do que criarem estratégias de prevenção de ataques cibernéticos, os quais estão cada vez mais sofisticados, complexos e rápidos, as empresas ainda enfrentam um desafio maior: o entendimento e alinhamento entre todas as áreas de TI com o objetivo de priorizar a segurança e afastar o negócio de vulnerabilidades.

Este foi um dos principais temas discutidos no Focus 14 Security Conference, evento realizado pela McAfee, empresa integrante da divisão Intel Security, durante esta semana em Las Vegas, nos Estados Unidos. "A equipe de segurança de rede de uma empresa e o seu time de segurança de TI não se conversam diretamente, colaboração que é vital para os negócios de uma corporação", salientou o vice-presidente de negócios de segurança de rede da McAfee, Pat Calhoun.

Ray Maurer, CTO da Perket Technologies, provedora de soluções e serviços de segurança, também ressaltou que TI e segurança precisam trabalhar como uma unidade única, não devendo ser colocadas uma contra a outra, no ambiente de negócios. "Nós todos somos movidos pelo mandato de 'fazer mais com menos', e o grupo de segurança da informação está sempre a cargo do 'não'. Este é um problema de gestão de equipe que deve ser revisto para proteger a visão e reputação de uma empresa", declarou.

Já Rik Tuner, analista sênior da Ovum, empresa de análise e inteligência de mercado, lembrou que um grande número de empresas peca por não ter sequer um diretor de segurança da informação (CISO, na sigla em inglês) designado. "Elas contam apenas com um CIO, que é responsável tanto pela performance como pela segurança da rede, o que contribui para os problemas com segurança", expôs.

McAfee e Intel Security

Operando como subsidiária integral do grupo de software e serviços da Intel desde 2011, quando sua venda à fabricante de chips foi concluída, a marca McAfee foi descontinuada no início deste ano e substituída pelo nome Intel Security, marcando a agressiva estratégia da Intel em tornar a segurança tecnológica um negócio estratégico.

Em sua participação no evento, Renée James, presidente da Intel, comentou que a compra da McAfee se deu em um momento em que, com o mercado de hardware saturado, a Intel analisou para onde mais poderia crescer e como se diferenciar. "Foi então que decidimos adicionar inteligência e software em nosso portfólio", disse.

A executiva, que trabalha com segurança há mais de uma década, fez questão de ressaltar que a companhia tem uma única missão na área de segurança: a de "fazer do mundo um lugar mais seguro", com o objetivo de entregar o mais alto nível de soluções integradas através da nuvem, em um portfólio composto por ofertas para proteção de dados móveis, gerenciamento de eventos e informações de segurança (SIEM), plataformas de proteção de terminais, dentre outras soluções.

* A jornalista viajou a Las Vegas a convite da McAfee.

Tags: , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top