Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Nota fiscal eletrônica pode impulsionar uso da certificação digital

Postado em: 30/10/2007, às 19:56 por Redação

A possibilidade de emitir notas fiscais eletrônicas deve impulsionar o mercado de varejo eletrônico a adotar a certificação digital nas transações comerciais da rede. A avaliação foi feita pelo consultor do comitê de varejo online da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), Gastão Mattos, durante o 5º Fórum de Certificação Digital (CertForum), nesta terça-feira (30/10). O evento ocorre até o dia 1º de novembro, em Brasília.

Segundo ele, hoje, 100% das mercadorias comercializadas nas grandes lojas eletrônicas são entregues e a avaliação é de que a nota fiscal eletrônica reduziria a necessidade do uso de papel e a burocracia da logística até a entrega, além de tornar todos os procedimentos do varejo online eletrônicos. ?Nada mais natural que uma loja que vende na internet emita notas fiscais eletrônicas?, observou Mattos.

O executivo acredita que, em cinco anos, poderá haver uso expressivo da certificação digital para chancelar compras na internet, embora oferecida como uma ferramenta opcional. ?Se o usuário tiver um certificado digital, haverá a opção de assinar digitalmente a compra feita, com um ícone na página. Para o lojista será bom porque, além de autenticar o cliente, a ferramenta dará a garantia de que ele aceitou as condições da venda?, afirmou.

Mattos lembra que a inadimplência ainda é um dos gargalos do setor e que a certificação digital poderá ter impacto positivo para reduzir o problema. ?Pode também impulsionar as vendas, até porque aumenta a percepção de segurança por parte do cliente?, avalia.

Ele cita estudo o qual aponta que o mercado de varejo online deve fechar o ano com um total de R$ 6,5 bilhões em vendas e a expectativa é de que haja um crescimento de 50% em 2008. A falta de segurança, com riscos de fraudes e violações na rede, já não é o fator que mais reflete negativamente no mercado de vendas eletrônicas, segundo Mattos. ?Hoje, o maior desafio é a forma de pagamento. O setor precisa explorar mais o nicho de formas parceladas, de forma que o parcelamento não se restrinja só ao cartão de crédito.?

O consultor acredita que a oferta opcional do cliente autenticar-se na rede no momento de comprar um produto pode também, na outra ponta, impulsionar o uso da certificação digital por pessoas físicas. ?Para ter certificação digital, o consumidor tem que ter benefício, e isso tem de ser contínuo. Ou seja, ele tem que ter uma aplicação que exija que use a certificação digital sempre e o comércio online pode ser essa opção?, analisa.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top