Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Como manter o seu ambiente de produção livre de contaminação

Postado em: 30/10/2011, às 22:55 por Redação

Os administradores de sistemas e de datacenters sabem que com o passar do tempo, o sistema operacional instalado num servidor vai sendo modificado a partir da criação de arquivos, chaves de registros, instalação de drivers, configurações etc. E, com isso, ao final de um período, acarreta a natural degradação de desempenho, comprometendo o comportamento do sistema.

Isto ocorre tanto em instalação física de sistema operacional quanto em instalação virtual. Se você possui um ambiente virtualizado, ao invés de manter uma instalação permanente do sistema operacional, vale à pena considerar a criação de uma imagem da Virtual Machine (VM) em storage e subir esta imagem com as configurações zeradas de tempos em tempos. Dessa forma, você consegue ver-se livre das degradações mencionadas que acontecem com o passar do tempo.   

Para evitar esta degradação, existem ferramentas que fazem atualização do Sistema Operacional diariamente, outras semanalmente, outras sob demanda.  Ao retornar o sistema operacional ao padrão instalado, com zero de contaminação, você está automaticamente eliminando também os problemas de malware. A renovação periódica do sistema é um procedimento que deveria fazer parte das boas práticas das instalações de TI.
Para que isto seja possível, é importante manter a máquina com o mínimo de informações, procurar deixar todos os dados e parâmetros de configuração em arquivos na rede, guardados no storage.

Como as aplicações rodam normalmente em máquinas virtuais configuradas especificamente, acaba acontecendo uma grande proliferação de VM´s, obrigando o usuário a manter um número considerável de imagens de máquinas virtuais diferentes, dificultando a administração, além de consumir muito espaço no Storage.

Contudo, agora existe uma maneira de reduzir o número de VM ao máximo. Para isso, é preciso também adotar a virtualização das aplicações. Uma aplicação virtualizada, ou VAA – Virtual Application Appliance, como é chamado pela APPZERO, é um envelope que contém tudo o que a aplicação precisa para executar. Porém, diferente do conceito de VA – Virtual Appliance, contém zero de componentes do sistema operacional.

Utilizando o software APPZERO, uma solução que virtualiza a aplicação e a isola do sistema operacional, é possível manter uma única imagem de sistema operacional e utilizá-la para todas as suas máquinas. E, depois, distribuir as diferentes aplicações virtualizadas entre os diversos servidores, inclusive podendo subir diversas aplicações sob um mesmo sistema operacional. Isso traz uma forma mais simples e ágil de instaurar periodicamente um sistema inicial, livre de contaminação e degradação. 

Exemplificando, se fizéssemos um paralelo com um carro, poderíamos de tempos em tempos renovar o motor (sistema operacional) e também renovar os demais componentes (aplicações). Seria uma forma de manutenção radical que nunca deixaria o carro ficar velho. Assim como com este procedimento, o seu ambiente operacional de TI não ficaria velho e degradado.

A vantagem de virtualizar as aplicações é que o sistema operacional passa a fazer parte da infraestrutura do servidor. E, a camada de virtualização de aplicações passa a ficar sobre o sistema operacional, causando o isolamento da aplicação desta infraestrutura dando uma mobilidade muito grande para a aplicação, o que permite realocá-la rapidamente entre servidores e fazer um balanceamento de carga no nível da aplicação de acordo com a necessidade.

A virtualização de aplicações de servidor é uma tecnologia inovadora que o mercado ainda está aprendendo a conhecer. No entanto, dentro de um futuro não muito distante será difícil fazer TI sem os conceitos de mobilidade e isolação da aplicação do sistema operacional, fundamentos vitais para a computação em nuvem.

Otto Pohlmann é CEO da Centric System

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top