Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Na busca por certificação, Betta Informática chega ao gerenciamento remoto

Postado em: 30/11/2009, às 15:59 por Redação

O Programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro, promovido pela Softex (Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro), oferece certificação aos fabricantes de software que desenvolvem produtos de excelência técnica. Desde sua criação, o certificado passou a ser exigido dos fornecedores e fábricas de software, como foi o caso da Betta Informática, empresa de Franca, interior de São Paulo.
Quando alguns dos principais clientes da companhia, como a Magazine Luiza, Unimed Paulistana e Usina Alta Mogiana, solicitaram a certificação, a fornecedora tecnológica, objetivando a continuidade dos serviços, teve mais um motivo para enquadrar-se às exigências do programa.
Para isso, uma das ações tomadas foi a adoção do software Kaseya de gerenciamento e automatização da infraestrutura de TI, empregado no mundo inteiro para administração remota dos parques tecnológicos.
"Fatalmente teríamos que adquirir licenças do Kaseya devido às exigências do MPS-BR", declara Wesley Bonini, gerente de infraestrutura da Betta. Segundo ele, oferecer gerenciamento de ativos, segurança de equipamentos, a programação de atividades e controle do inventário de software, trazidos pelo Kaseya, é essencial para um fabricante obter a certificação.
Além do certificado, a ideia central do projeto foi exercer o monitoramento remoto de ambiente, já que o suporte aos 35 clientes distribuídos pela região de Franca, Batatais, São Joaquim da Barra, Orlândia, Ituverava e São Paulo era presencial.
A companhia agora atende ao conceito de MSP – Provedor de Serviços Gerenciados. "A auditoria de software, a atualização remota de aplicativos ou sistemas, a substituição de patches de segurança e eliminação de problemas técnicos mais simples, agora tudo é feito à distância" conta Bonini.
A expectativa é que em seis meses a Betta obtenha retorno pelas 1.000 licenças Kaseya adquiridas de início e, em um ano, por mais outras 1.500. Quando o plano estiver concluído, cerca de 2.500 máquinas serão gerenciadas por esta plataforma de automatização de TI, exigindo apenas seis técnicos na equipe interna.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top