Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Venda de PCs no Brasil tem ligeira queda no terceiro trimestre

Postado em: 30/11/2012, às 10:58 por Redação

A venda de computadores no Brasil teve queda de 0,3% no terceiro trimestre na comparação com o mesmo período do ano passado. Levantamento da IDC aponta que 4,05 milhões de computadores foram comercializados entre julho e setembro deste ano, desempenho ligeiramente abaixo do esperado para esta época do ano. A consultoria havia projeto um crescimento de 15% para 2012.

O país segue a tendência mundial de desaceleração na venda de computadores. Entre os países que compõem o chamado Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) , a queda só não foi menor que a registrada na China, cujas vendas foram 0,2% inferior na comparação trimestral anual. Índia e Rússia tiveram baixa de 5,4% e 0,5%, respectivamente.

Os PCs de mesa (desktops) tiveram recuo de 13,7% ante igual trimestre de 2011. Já os notebooks registram alta de 10,6% no mesmo intervalo. Segundo a consultoria, a equivalência de preços entre notebooks e desktops orienta a preferência do consumidor, principalmente dos usuários domésticos, por dispositivos móveis, como tablets.

Os consumidores finais responderam por 65% das vendas de computadores, enquanto o segmento corporativo representou 25% e os setores governamental e educacional, por 10%. "O mercado brasileiro de PCs segue fortemente impactado pela variação do dólar, pela grande cautela do setor privado face ao agravamento da crise internacional e da retração da demanda dos usuários domésticos”, diz a analista de mercado da IDC Brasil, Camila Pereira Santos.

De acordo com a analista, o varejo está com um alto volume de computadores estocados, equipados com sistema operacional Windows 7, mesmo após o lançamento da nova versão do sistema operacional da Microsoft. "Os brasileiros já têm opção de encontrar equipamentos com Windows 8. Por isso, o varejo tem criado ofertas agressivas com preços bastante convidativos. Mesmo assim, o consumidor ainda não reagiu da forma esperada”, completa Camila.

Para o fechamento do ano, a IDC prevê alta nas vendas de apenas 2%.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top