Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Yahoo reúne Conselho de Administração para discutir venda de negócios de internet na Ásia

Postado em: 02/12/2015, às 15:51 por Redação

O Conselho de Administração do Yahoo vai realizar uma série de reuniões nesta semana para avaliar a venda de sua participação na empresa de internet no Japão e no gigante chinês do comércio eletrônico Alibaba Group Holding, ou, caso decida manter esses ativos, para definir qual é a melhor estratégia para tirar o máximo proveito dessas parcerias. A expectativa é que o conselho já realize algumas reuniões nesta quarta-feira, 2, que deverão se estender até a próxima sexta-feira, 4.

Os membros do board vão discutir se devem ou não avançar com o plano para cisão (spinoff) da participação de no Alibaba e no Yahoo Japão, e encontrar compradores para os dois negócios, segundo disseram pessoas familiarizadas com assunto ao The Wall Street Journal. Um indício de que algumas mudanças podem estar em andamento na empresa, segundo o jornal americano, foi o cancelamento da participação de um executivo do Yahoo em uma conferência de investimentos do Credit Suisse, que estava prevista para a terça-feira, 1º.

Hoje, grande parte do valor de mercado do Yahoo, avaliado em US$ 31 bilhões, está atrelado aos dois grandes ativos asiáticos — a participação no Alibaba e no Yahoo Japão. A participação de 15% no Alibaba está avaliada em cerca de US$ 32 bilhões, enquanto a participação de 35% no Yahoo Japão vale cerca de US$ 8,5 bilhões. O caixa da Yahoo e os investimentos de curto prazo totalizaram US$ 5,9 bilhões no final do terceiro trimestre deste ano.

A reunião do Conselho de Administração confirma também a preocupação crescente com o pouco progresso alcançado pela companhia com a presidente-executiva Marissa Mayer, bem como com o êxodo de executivos de renome no mercado. O debate do board deve aumentar a pressão sobre a CEO e à sua diretoria para que apresentem alternativas claras para a recuperação da empresa. Na semana passada, inclusive, voltaram os rumores sobre a troca da executiva. No comando do Yahoo há quase três anos, ela tem sido muito criticada por investidores, os quais alegam que, após todo esse tempo, a empresa ainda não tem um sentido claro de direção.

Além disso, principal negócio do Yahoo está retraindo, embora ainda mantenha alguns dos serviços mais visitados da web. O Yahoo Mail e Yahoo News, coletivamente, estão em terceiro lugar entre os sites mais visitados nos Estados Unidos, com 210 milhões de visitantes em outubro, de acordo com a comScore.

O anúncio da reunião do conselho também fez o investidor ativista Jeff Smith, que dirige a Starboard Value LP, voltar à carga e a pressionar por uma "grande reforma" no Yahoo, encorajando a empresa a cortar custos, e interromper a separação (spinoff) de sua participação no Alibaba e se concentrar em encontrar um comprador para o pedaço que detém no Yahoo Japão. Em uma carta ao conselho, a Starboard, que até algum tempo atrás defendia a cisão da participação no grupo chinês, disse que mudou de posição após parecer contrário do Internal Revenue Service (IRS) — a Receita Federal dos EUA — para que a transação seja livre do pagamento de impostos.

Mesmo que o desejo da Starboard seja atendido, não há garantia de que qualquer acordo para compra de parte ou da totalidade dos negócios do Yahoo na Ásia vá se materializar. A empresa já considerou grandes fusões no passado, inclusive uma ocorrida há vários anos com a Microsoft, que não decolou.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top