Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Satélite: IoT deve alimentar a próxima "revolução verde" no setor agrícola

Postado em: 11/10/2017, às 14:11 por Redação

Com a previsão do aumento da pressão sobre a terra e os recursos alimentares, a Internet das Coisas (IoT) desempenhará um papel cada vez mais importante para ajudar o setor agrícola a se tornar mais eficiente, produtivo e sustentável. Isto é o que mostra uma nova pesquisa independente encomendada pela empresa global de comunicações móveis por satélite Inmarsat (ISAT.L), que descobriu que os gastos e o interesse em IoT deverão disparar nos próximos cinco anos no setor de agritech.

A empresa especialista em pesquisas de mercado Vanson Bourne entrevistou pessoas de 100 grandes empresas agritech em todo o mundo para o relatório "The Future of IoT in Enterprise – 2017" e descobriu que o setor está rapidamente adotando as tecnologias IoT. 62% já haviam implantado, total ou parcialmente, soluções baseadas em IoT, superando os níveis de adoção nos setores de mineração, transporte e energia, e outros 27% planejavam fazer isso nos próximos seis meses.

Além disso, o gasto em soluções baseadas em IoT deverá aumentar drasticamente nos próximos anos. Hoje, cerca de 5% dos orçamentos de TI das agritech são gastos em tecnologia, um percentual que deverá mais que dobrar para cerca de 12% até 2022, demonstrando a importância de IoT para o setor no futuro.

Comentando a respeito dos resultados, o diretor de Desenvolvimento Setorial de Agricultura da Inmarsat Enterprise, Ayan Jobse-Alkemade, diz que "com a previsão da população do planeta atingir 10 bilhões de pessoas até 2050, a humanidade enfrentará desafios com relação a fontes sustentáveis ??de água, produção de alimentos e melhor uso da terra, para obter o máximo rendimento das culturas. Além disso, a utilização do método mais eficiente possível para entregar os recursos estará cada vez mais presente na agenda global. Em suma, os agricultores, com a ajuda do setor de agritech, precisarão ser mais espertos, mais enxutos e mais rápidos no caminho do campo para o garfo.
"A única maneira de realmente fazer isso é por meio da aplicação inteligente de novas tecnologias como IoT, e a nossa pesquisa demonstra a rapidez com que as empresas agritech estão adotando essa tecnologia. A IoT alimentará uma revolução no setor agrícola que trará ganhos que eclipsarão completamente aqueles obtidos na primeira Revolução Verde na década de 1970, continuou Ayan Jobse-Alkemade".

Trabalhando com seus parceiros, a Inmarsat oferece soluções para empresas agritech em todo o mundo. Ao unir a sua tradição em conectividade crítica com a tecnologia LoRaWAN e as plataformas de análise de dados que permitem o fluxo livre de dados entre as organizações, a Inmarsat ajuda a assegurar que as empresas agritech saiam na frente da concorrência e atinjam as necessidades de produção de alimentos de amanhã.

Muitos dos locais que mais podem se beneficiar das tecnologias IoT são remotos e estão situados onde as redes terrestres não chegam ou não funcionam bem o tempo todo. A rede de banda L da Inmarsat fornece conectividade global via satélite com uma taxa de disponibilidade de até 99,9%, permitindo que os projetos de IoT sejam bem-sucedidos, mesmo nos ambientes mais remotos e hostis.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top