Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Pulseira de pagamento pré-paga começa ser vendida no país

Postado em: 23/11/2016, às 20:05 por Redação

A partir desta quarta-feira, 23, a Brasil Pré-Pagos (BPP) e Visa vão comercializar a pulseira de pagamentos BPPTag através do site. A transação com o dispositivo possui os mesmos padrões de segurança que o usuário já está acostumado a ter com um cartão com chip.

Com sete cores – preta, azul, lilás, branca, amarela, verde e vermelha -, a BPPTag possui design moderno e une tecnologia, moda e esporte. Feito em material emborrachado, o wearable é leve, unisex, à prova d´água e de última geração. Como um cartão pré-pago, o usuário carrega o valor que quiser na pulseira e pode usá-la em cerca de 2, 8 milhões de terminais que aceitam pagamento sem contato Visa. Estes terminais possuem o ícone de 3 ondas indicando que aceitam este tipo de transação.

4pulseira-bpptag-preto2

A pulseira chega ao mercado no valor de R$ 99,90 e uma carga inicial de R$ 20,00 deve ser feita pelo usuário. Após a ativação do dispositivo é possível inserir mais saldo por meio de um cartão de débito, crédito ou boleto bancário.

"Buscamos apresentar ao mercado meios que proporcionem maior flexibilidade e possibilidades ao dia a dia das pessoas. As inovações nunca param. Acreditamos que as pulseiras de pagamento farão parte da vida dos nossos clientes assim como o cartão. E este é só o começo de novos projetos na área do pré-pago", afirma o presidente da Brasil Pré-Pagos, Paulo Renato Della Volpe.

Uma das propostas do wearable ou cartão de vestir, como também vem sendo chamado, é a possibilidade de sentir-se livre. "Sair de casa sem levar nada no bolso ou até nem ter bolso na roupa. Com esse novo dispositivo é possível correr no parque ou ir para a balada com tudo que você precisa no braço", comenta o executivo.

"Estamos presenciando o que chamamos na Visa de desconstrução do plástico. Com a Internet das Coisas, as pessoas podem escolher com segurança os dispositivos que melhor atendem suas necessidades, seja um wearable, um celular ou até um carro para realizar um pagamento", explica Percival Jatobá, vice-presidente de Produtos da Visa do Brasil. "Recentemente lançamos com sucesso com a própria BPP, o Swatch Bellamy, que também efetua pagamentos, além de testarmos um anel NFC com atletas olímpicos", exemplifica o executivo.

"A forma de pagar está mudando e a tecnologia da pulseira oferece uma experiência mais fácil, segura e rápida. O processo de transferência com a pulseira em nada se difere de um realizado com um cartão de plástico com chip", avalia Adriano Franki, superintendente Comercial de Meios de Pagamentos da Valid, fabricante da pulseira.

Sendo um dispositivo pré-pago, o usuário também pode efetuar pagamentos, bloquear o dispositivo em caso de perda ou roubo, recarregar a pulseira e acessar o registro de todas as operações realizadas a qualquer momento pelo app ou pelo site.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top