Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Alibaba deve liderar investimento na Magic Leap, empresa de realidade aumentada financiada pelo Google

Postado em: 26/10/2015, às 20:45 por Redação

O Alibaba está em negociações para liderar uma nova rodada de investimentos, no valor de total de US$ 1 bilhão, na Magic Leap, empresa financiada pelo Google que está construindo um misterioso sistema de realidade aumentada, segundo o site Re/code.

O gigante chinês do comércio eletrônico deve investir US$ 200 milhões nesta rodada, diz o site, citando fontes anônimas. A informação surge apenas alguns dias após o South Florida Business Journal ter noticiado que a Magic Leap está perto de levantar US$ 1 bilhão e elevar seu valor de mercado para US$ 4,5 bilhões.

A nova injeção de capital seria uma das maiores rodadas de financiamento na história do setor de tecnologia. O Uber, por exemplo, levantou US$ 1,2 bilhão, em duas ocasiões distintas, em 2014, enquanto o Facebook levantou US$ 1,5 bilhão em única rodada, em 2011. A Magic Leap levantou US$ 592 milhões desde a sua fundação em 2011, incluindo uma rodada liderada pelo Google de US$ 542 milhões no ano passado.

A tecnologia e o negócio da Magic Leap ainda permanecem desconhecidos. A empresa lançou uma série de vídeos mostrando a sua capacidade em "realidade aumentada", mas não revelou muito sobre o seu produto. Ele basicamente projeta hologramas em 3D, permitindo que os usuários vejam as imagens digitais através de óculos especiais.

O novo investimento do Alibaba significará a continuidade de seu projeto de expansão em novas áreas. O grupo chinês gastou cerca de US$ 23 bilhões em investimentos estratégicos, de acordo com seu mais recente relatório de resultados, que inclui a empresa de pagamentos online ANT Financial e o serviço Youku Tudou, equivalente ao YouTube na China

Os novos investimentos podem diminuir as preocupações em relação à desaceleração das vendas do Alibaba e ao enfraquecimento do mercado consumidor chinês nos últimos meses. Ações da companhia atingiram o recorde de baixa, cotadas a US$ 57,20 no fim de setembro, 16% abaixo do seu preço de IPO, e uma perda de US$ 150 bilhões em valor de mercado, segundo a Bloomberg.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top