Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ações do Yahoo registram alta de 1,55% com rumores sobre a demissão de Marissa Mayer

Postado em: 30/11/2015, às 18:48 por Redação

Os questionamentos constantes de acionistas do Yahoo sobre a capacidade da CEO Marissa Mayer de provocar uma reviravolta nos negócios e fazer com que haja uma retomada do crescimento da companhia fez reacender os rumores sobre a troca da executiva. No camando do Yahoo há quase três anos, ela tem sido muito criticada por investidores, os quais alegam que, após todo esse tempo, a empresa ainda não tem um sentido claro de direção.

Analistas chegam, inclusive, a especular sobre alguns possíveis sucessores de Marissa Mayer. O analista Rob Peck, da consultoria de investimentos SunTrust Robinson Humphrey, disse, em um relatório divulgado nesta segunda-feira, 30, que manteve reuniões nos últimos meses com pessoas da indústria de tecnologia e investidores sobre a situação do Yahoo. Nessas conversas, segundo ele, dois candidatos "de destaque" surgem na lista dos dez principais potenciais executivos a assumirem a vaga de CEO da companhia. Os nomes mais freqüentemente mencionados são os do presidente da Scout Media, Ross Levinsohn, que já ocupou o cargo de CEO interino do Yahoo, e o atual CEO da Chegg, Dan Rosensweig, ex-diretor de operações (COO) do Yahoo.

"A maioria das pessoas que mencionaram esses executivos não só pela liderança e perspicácia em termos de tecnologia e experiência no trato com a mídia, mas também pela profunda intimidade com funcionamento interno do Yahoo", escreveu Peck no relatório, ao qual o USA Today teve acesso. "Assim como Jack Dorsey era visto como singularmente qualificado para ser CEO do Twitter, por seu conhecimento íntimo da empresa, muitos apontam Levinsohn e Rosensweig por terem o mesmo atributo."

Outro nome que surgiu, segundo Peck, é o da atual COO do Facebook, Sheryl Sandberg. Ela, na verdade, acabou em uma lista de "potencial alvo", mas "não é provável". "Nós apenas ouvímos seu nome com freqüência, já que é muito respeitada e uma executiva comprovada", diz ele no relatório.

Outros nomes que surgiram, mas pouco prováveis de assumir o comando Yahoo, no caso da troca de Marissa, são o do CEO da AOL, Tim Armstrong, Ariana Huffington e o COO Softbank e ex-executivo do Google, Nikesh Arora.

Peck diz que conduziu a pesquisa com base em alguns questionamentos de investidores. "Com o volume de negócios recente, liderado por executivos de alto nível, alguns investidores têm questionado se a posição do CEO é estável", escreveu ele. "Mais importante, eles têm nos perguntado: 'E se houver uma mudança do CEO, como é que esse impacto nas ações?'", disse Peck, acrescentando que teve muitas conversas com os principais participantes da indústria e investidores para avaliar os atributos necessários para que o executivo seja um forte candidato a CEO."

Os principais atributos necessários a um potencial candidato CEO do Yahoo, que surgiu a partir das discussões, segundo ele, são experiência o cargo, familiaridade com a empresa, background com a mídia e experiência com tecnologia e a gestão operacional.

Os rumores sobre a demissão de Marissa Mayer levou as ações do Yahoo a operarem em alta durante todo o pregão desta segunda-feira, após uma semana com os papéis apresentando um desempenho altamente volátil. As ações das empresa fecharam o dia em alta de 1,55%, negociadas a US$ 33,45, mas no início da manhã chegaram a atingir US$ 33,51.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top