Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Infraestrutura de Comunicação amplia atuação dos correspondentes bancários como canais de atendimento

Postado em: 30/10/2014, às 16:55 por Max Ciqueira

Um dos fenômenos que tem marcado o desenvolvimento do setor financeiro no Brasil nos últimos anos é o surgimento dos Correspondentes Bancários como canais de atendimento dos bancos. Estimativas da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) indicam uma evolução de 40 mil pontos de atendimento instalados nos correspondentes em 2002, para cerca de 160 mil no final de 2012.

O modelo de Correspondente Bancário permite aos bancos ampliarem significativamente a extensão e capilaridade de suas redes de atendimento, por meio da instalação de pontos de serviço bancário localizados em estabelecimentos comerciais tais como supermercados, farmácias, casas lotéricas, agências de correio e diversos outros estabelecimentos varejistas. Nesses locais, os cidadãos podem realizar diversas operações, como pagamentos de contas, saques, obter empréstimos e outros serviços bancários, configurando o ponto de atendimento como uma importante referência, principalmente para a população não bancarizada.

Para que possa operar, um Correspondente Bancário necessita disponibilizar a tecnologia necessária para a prestação dos serviços. A otimização de custos é uma regra para a viabilização do negócio.

No que diz respeito às necessidades de comunicação, tanto online quanto offline, uma solução que garante disponibilidade, baixo custo e condições operacionais eficientes é a utilização de chips de operadoras de telefonia com tecnologia móvel GPRS, para transmissão das transações e operações bancárias. Na prática, uma rede de correspondentes que conta com algumas centenas de pontos de atendimento pode adquirir os chips diretamente das várias operadoras, porém isso requer a gestão de diversos contratos e interlocutores, e os preços obtidos podem não ser vantajosos em função do volume contratado.

Para aproveitar essa facilidade de comunicação é fundamental contratar uma empresa fornecedora de tecnologia que possua acordos comerciais em larga escala com todas as operadoras de telefonia móvel. Nesse caso, os chips adquiridos já são configurados para garantir o alto padrão de segurança exigido pelo mercado financeiro.

Desta forma, o correspondente bancário estabelece um contrato único para ter acesso aos planos e valores mais adequados de cada operadora e se beneficia de vários serviços inclusos, como: gerenciamento online da atividade de cada ponto de serviço, garantia de segurança na transmissão dos dados, gestão integrada da logística de entrega dos Sim Cards, além do suporte de uma equipe técnica especializada para resolver rapidamente os problemas operacionais, garantindo disponibilidade e continuidade operacional.

Uma rede preparada pelo facilitador tecnológico para permitir a entrada imediata de operação de novos pontos, com certificação de segurança internacional PCI DSS 2.0, tem condições de oferecer preços e serviços de valor agregado necessários à operação das redes de Correspondentes Bancários, ampliando o alcance das instituições com eficiência, agilidade e segurança.

Max Ciqueira, consultor da Lyra Network

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top