Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

GSMA anuncia diretrizes de segurança para mercado de IoT

Postado em: 10/02/2016, às 13:24 por Redação

A GSMA anunciou a disponibilidade de novas diretrizes para promover o desenvolvimento e implantação com segurança de serviços no crescente mercado de Internet das Coisas (IoT). O documento, 'Diretrizes de Segurança de IoT da GSMA', foi desenvolvido em consulta com a indústria de telefonia móvel e oferece aos provedores de serviços e ao ecossistema mais amplo de IoT consultoria prática sobre o combate às ameaças comuns à segurança cibernética, bem como questões de privacidade de dados associadas à tecnologia.

O projeto recebeu o apoio e o suporte da indústria de telefonia móvel, incluindo operadoras de telefonia móvel como AT&T, China Telecom, Etisalat, KDDI, NTT DOCOMO, Orange, Telefónica, Telenor e Verizon, bem como fornecedores e parcerias de infraestrutura como 7Layers, Ericsson, Gemalto, Morpho, Telit e u-blox.

"Como bilhões de aparelhos ficam conectados na Internet das Coisas, oferecendo novos serviços inovadores e interconectados, aumenta a possibilidade de vulnerabilidades potenciais", disse Alex Sinclair, diretor de Tecnologia da GSMA. "Isto pode ser superado se a segurança de ponta de um serviço de IoT for considerado com cuidado pelo provedor de serviços quando planeja seu serviço e é implantada uma tecnologia apropriada e atenuante. Uma abordagem comprovada e robusta à segurança irá criar serviços confiáveis que são escalados conforme cresce o mercado."

As Diretrizes de Segurança de IoT da GSMA foram concebidas para todos os participantes do ecossistema, incluindo provedores de serviços, fabricantes e desenvolvedores de aparelhos. Elas irão ajudar os provedores de serviços a criar serviços seguros ao delinear tecnologias e métodos para enfrentar ameaças potenciais, e como implementar os mesmos. Elas também estabelecem a necessidade de avaliação de riscos de todos os componentes de um serviço de IoT a fim de assegurar que sejam concebidas para coletar, armazenar e trocar dados com segurança, bem como atenuar com sucesso ataques à segurança cibernética. Recentemente, a GSM solicitou a opinião de acadêmicos, analistas e outros especialistas da indústria sobre as diretrizes para assegurar que estas sejam as mais robustas possíveis.

"Há uma quantidade significativa de evidências de que já estão ocorrendo ataques cibernéticos no florescente espaço de IoT. Se não forem tratados de modo adequado, estes ataques provavelmente irão inibir o crescimento e estabilidade da Internet das Coisas", comentou Don A. Bailey, fundador e diretor eExecutivo do Lab Mouse Security. "É imperativo que a indústria adote uma abordagem padrão para lidar com os riscos à segurança e sua atenuação, ajudando a assegurar que todo o ecossistema de IoT não esteja sujeito a fraudes, exposições de privacidade ou ataques que afetam a vida humana."

As Diretrizes de Segurança de IoT da GSMA foram desenvolvidas através do programa 'Connected Living' da GSMA. O programa é concebido para auxiliar as operadoras a acelerar o fornecimento de novos aparelhos conectados e serviços no mercado M2M. Tem foco na condução da cooperação industrial, promovendo a regulação apropriada e otimizando redes para dar suporte ao crescimento do M2M no futuro imediato e na IoT a longo prazo.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top