Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Sistema de gestão de frota melhora serviço de transporte coletivo de Londrina

Postado em: 05/04/2013, às 18:49 por Redação

Os usuários de transporte coletivo de Londrina, no Paraná, podem acessar a internet para saber se o ônibus está chegando ao ponto, enquanto os motoristas são informados sobre as condições de trânsito e podem fazer o mesmo para escapar de congestionamentos.

Isso tornou-se possível com a adoção do sistema Transdata de Monitoramento e Gestão de Frota, adotado pela companhia que explora o serviço na cidade.

A Transporte Coletivo Londrina (TCGL) é responsável por 81% da rede de ônibus daquela cidade do interior do Paraná, com uma frota de 352 ônibus, 109 linhas e cerca de 150 mil passageiros transportados diariamente.

Londrina figura, assim, na lista dos 150 municípios brasileiros que adotaram o sistema desenvolvido pela Transdata Smart, empresa localizada em Campinas (SP).

Além dos passageiros e motoristas de ônibus, os gestores da companhia também se beneficiam da ferramenta: eles ficam sabendo as linhas que podem ser melhor aproveitadas.

Na página da TCGL na internet(wwwtcgrandelondrina.com.br) está disponível um mapa de operação das linhas em tempo real, que é atualizado a cada 15 segundos.

A necessidade de implantar uma ferramenta para auxiliar no gerenciamento, controle de custos, estudos para otimização das linhas e definição de novos itinerários motivou a utilização do software da Transdata Smart.

Por meio de uma Central de Controle Operacional (CCO), o sistema permite o acompanhamento em tempo real de qualquer ocorrência em cada um dos veículos da companhia, dando apoio aos motoristas e aos fiscais de tráfego.

"Analisamos como podemos reestruturar as linhas para diminuir a quilometragem ociosa, o desgaste do carro, e, ao mesmo tempo, atender melhor à população", explica Agnaldo Arthuzo, encarregado da CCO da TCGL.

Com o monitoramento da frota, a TCGL conseguiu reduzir em 50% a quilometragem ociosa de seus ônibus (percurso sem passageiros) nas viagens de volta às garagens, o que gera um impacto considerável no consumo de combustível. Era um custo que a empresa nem imaginava ter.

Os motoristas da TCGL vêem o CCO como uma ferramenta de apoio, que os avisa sobre as condições do trânsito, acidentes e posicionamento dos outros veículos da linha.

Em caso de problemas em uma linha, um alerta surge no monitor da central, que imediatamente se comunica com o condutor. Este, por sua vez, relata a ocorrência e o CCO toma as devidas providências.

Impactos também são sentidos no consumo de combustível em toda a operação e na manutenção mecânica. O sistema registra, entre outros índices, a média que cada motorista mantém da faixa RPM do motor, indicando se a aceleração ou as freadas estão adequadas.

Essas informações são utilizadas no treinamento e conscientização dos motoristas, o que resulta diretamente na diminuição do consumo de diesel e do desgaste dos veículos, além de melhorar a qualidade do serviço prestado.

"Todas essas melhorias fazem com que, cada vez mais, os passageiros vejam as empresas de transporte coletivo como parceiras, preocupadas com a sua segurança e conforto", afirma José Carlos de Lima, diretor administrativo da TGCL.

Tags: ,

2 Comentários

  1. Abdul ABilio Francisco disse:

    Eu li e repeti diversas vezes e, chegue a conclusao de que na verdade aqui no nosso meio estamos extremamente atrasados em materia de gestao e controle de frotas de onibus pois, eu dirijo uma empresa que tem uma frota de 60 autocarros de 60/70 lugares que carece de todo um lote completo de plataforma de gestao de frota. Sendo assim, agradecia que me recomenda-se os procedimentos para a aquisiçao desse sistema ntegrado de gestao, que eu aprovo e julgo adequar-se a nossa empresa.

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top