Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Varejo – a vitrine da inovação

Postado em: 06/10/2017, às 20:09 por Wagner Mendonça

Com um consumidor mais exigente e sedento de inovação e tecnologias, o varejo tem cada vez mais se reinventado. Hoje, ao realizar uma compra, é possível testar cores, estilos e combinações, através de realidade aumentada, tudo para fazer com que os consumidores tenham experiências inspiradoras e emocionantes dentro das lojas, e atualmente, isso é determinante para que divulguem o negócio e queiram voltar.

Após os picos altos da crise, o varejo brasileiro tem mostrado que retomou o investimento em inovação. O estudo The Current State of Digital Readiness in Retail, aponta que 67% das empresas brasileiras estão investindo em novas tecnologias e inovação em serviços para acompanhar as transformações digitais, a frente até mesmo das norte-americanas, com 51%.

Na contramão deste cenário, empresas que resistem a adoção de tecnologias e automação, são engolidas pelo mercado, e para o que o investimento em inovação faça sentido, é preciso assertividade e mudança de cultura corporativa. O varejo tradicional já não se mostra atraente, e a agilidade na adoção de novas ferramentas eficazes de gestão são fundamentais para potencializar os negócios e garantir a sobrevivência do comércio.

O sucesso do varejista está relacionado às adequações que faz para acompanhar os hábitos de compra de seus consumidores, e isso envolve a transformação digital. Além da adoção da tecnologia, é importante adaptar e evoluir os processos através de ferramentas que trazem com elas conceitos e experiências de melhores práticas de mercado, novas formas de gerir o negócio, e oferecem mais produtividade, lucratividade e controle.

Soluções de gestão empresarial, como ERPs específicos para o setor do varejo, são capazes de reduzir o tempo de atendimento através de indicadores de performance, melhorar a satisfação do cliente, acompanhar e prever demandas, reduzir custos, otimizar planos de trabalho com foco em resultados, potencializar o fluxo da informação e a tomada de decisão.

Ter flexibilidade de inovar para atender às necessidades específicas do "novo varejo", como: PDVs cada vez mais inteligentes, ágeis e potencializados, gestão de autosserviços, indicadores de desempenho gerenciais, e demais rotinas varejistas totalmente integradas ao ERP, tem sido cada vez mais desafiadora para as empresas desenvolvedoras de soluções.

Para o comerciante, através de novos conceitos, é possível reagir às mudanças de forma mais ágil, garantir sua competitividade, adaptar escopos e testar hipóteses, aproveitar ao máximo as soluções disponíveis do mercado de tecnologia, e mergulhar de vez na transformação digital!

Wagner Mendonça, CEO da WM Sistemas.

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top