Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Quais são as características dos profissionais especialistas em DevOps

Postado em: 07/12/2015, às 15:14 por Alberto Parada

Uma olhada nos sites de empregos principalmente os do exterior, encontramos uma grande demanda de oportunidades para os profissionais especializados em DevOps, um pouco mais de atenção na descrição das funções concluiremos que as características principais solicitadas são de um profissional generalista.

Percebe-se que as empresas necessitam de profissionais que são oriundos da área de desenvolvimento e que agregaram conhecimentos de operação e infraestrutura para atuarem no desenvolvimento de sistemas, montagem de ambientes e suporte, o conhecimento da operação tem como objetivo facilitar e derrubar as barreiras entre as equipes.

Outras empresas necessitam de profissionais que tiveram origem na área de operação com profundos conhecimentos em suporte e implantação de infraestrutura e que agregaram conhecimento de sistemas operacionais, linguagem de programação e processos.

O que é comum entre todos os perfis procurados é uma base de conhecimento sólida no negócio, saber falar a língua dos clientes, ter conhecimento em processos, nas melhores práticas e metodologias e por fim saber e entender sobre gerenciamento de projetos.

Os perfis acima são uma enorme quebra de paradigma, desde que a área de ti foi concebida ocorreu o aparecimento dos "nerdes", tanto na operação com os "sargentos" intransigentes e ditadores de regras, como para os desenvolvedores, com o estereótipo de relaxados e irresponsáveis, e ambos sem a menor noção que existia vida fora da área de TI.

Obviamente que não será tão simples conseguir mudar ambos os perfis, mas em pouco tempo não haverá mais espaço no mercado para quem quiser ficar debruçado apenas nos conhecimentos de uma determinada área, os que já estão no mercado terão que buscar se atualizar, quebrar preconceitos e principalmente aprender que ti não é a área mais importante da empresa.

O grande desafio está na mudança dos currículos escolares, os cursos técnicos deverão ganhar uma oxigenação e inserir em sua grade matérias como: gestão de negócio, processos de operação, gestão de projetos entre outras.

O tempo corre contra os conservadores, as novas tecnologias estão chegando com uma velocidade cada dia maior, e com a crise que começa a se instalar no país a necessidade de economia e aumento de produtividade deixa de ser um chavão para tornar-se carro chefe nas pautas de reunião dos executivos.

Portanto para quem ainda tem dúvida sobre a necessidade de diversificação de conhecimento e busca de atualização, não espere ser dispensado para se atualizar e transformar-se em um profissional generalista.

Alberto Parada, co-fundador do Descomplicado Carreiras (Sistema de orientação de carreira), Colunista e Palestrante especializado em carreiras, atua há mais de 25 anos como executivo no mercado de tecnologia em empresas como: Sênior, IBM, Capgemini, Fidelity, Banespa, e mais de 12 anos como Professor Universitário no Lassu-USP FAAP e FIAP. Formação em administração de empresas e análise de sistemas, com especialização em gerenciamento de projetos e mestrando em Gestão de Negócios pela FIA, voluntário no HEFC hospital de retaguarda para portadores de Câncer.

Tags: , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top