Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Schneider Electric lança sistema de energia Galaxy VX para grandes empresas

Postado em: 15/05/2017, às 00:11 por Redação

A Schneider Electric lançou o UPS trifásico Galaxy VX, que combina alta eficiência, facilidade de implementação, e os modos de operação flexíveis voltados para grandes data centers e aplicações críticas de alta potência em diversos tipos de ambientes.

"À medida que a computação em nuvem e o modelo de colocation continuam a se expandir nas empresas, há um foco crescente na eficiência energética para suportar a transferência de dados para data centers de grande escala", afirma Luciano Santos, vice-presidente da IT Division da Schneider Electric Brasil.

O Galaxy VX oferece menor custo, alta disponibilidade e confiabilidade, conforme o modelo pay-as-you-grow, onde os custos estão relacionados ao aumento da necessidade de potência. O produto foi projetado para oferecer faixas de potência entre 500 kW e 1500 kW em unidades singelas; para maiores potências configurações de múltiplos UPS podem ser utilizadas. Utilizando tecnologia de conversão de quatro níveis no inversor, o Galaxy VX traz maior confiabilidade e redução na taxa de falhas, além de alta eficiência e baixo ruído.

TIC

A Schneider Electric vem ampliando sei investimento no mercado de soluções de energia para a área de TIC, desde aquisição da   APC, há 10 anos, por US$ 6,1 bilhões. A APC antes já havia adquirido a brasileira Microsol, na ocasião com grade participação de mercado no segmento de estabilizadores de tensão.

A Schneider Electric, uma gigante francesa do mercado de energia, apostou no crescimento do setor de data centers, que voltou a crescer no pais. Segundo o Gartner, após dois anos de queda no Brasil, esse segmento deve crescer 1,6%. Para o mercado mundial, o crescimento anual poderá chegar a 2,7%.

Santos explica que a empresa está investindo no potencial de mercado do IoT (Internet das coisas) que já é uma realidade e vem promovendo um processo de evolução nas indústrias, gerando também muitas oportunidades.

Esse segmento vem exigindo soluções cada vez mais conectadas, baseadas em IoT. Para que as operações rodem de maneira segura e confiável, a infraestrutura de TI precisa ser robusta. E nesse sentido, a Schneider, que conta com um amplo portfólio de soluções, se diferencia dos demais players. Hoje as soluções de IoT correspondem a 45% da receita da companhia.

A APC by Schneider está criando um braço para atuar diretamente nessa área e acredita que ela pode ser, em 5 ou 10 anos, um dos pilares de seu negócio.

Smart grids

Um dos exemplos foi o contrato fechado com a AES Eletropaulo de  aproximadamente US$ 29 milhões, que compreende a entrega de 2,5 mil religadores de energia.

É o maior contrato de religadores até hoje firmado pela Schneider no mundo, o que reforça a importância desse segmento para a companhia. "O Brasil é um mercado muito importante para esse segmento do nosso negócio, pois cerca de 90% da rede elétrica no país é aérea. A Schneider já conta com mais de 15 mil religadores instalados em todas as regiões do Brasil", avalia Julio Martins, diretor da unidade de Energy da Schneider Electric no Brasil.

Os equipamentos, que são instalados nos topos dos postes, protegem o sistema elétrico e reduzem as falhas transitórias que interrompem o fornecimento de energia. O modelo escolhido pela AES Eletropaulo, o U27, tem lógica de programação pré-estabelecida que facilita a implementação de automação da rede e conta com o recurso self-healing (recomposição automática da rede de distribuição), ou seja, o trecho com problemas é isolado da rede e reconectado em outro circuito. As funções dos religadores da série U27 incluem proteção, monitoramento, medição, controle, comunicações e análise de harmônicas. Trata-se de um componente fundamental na implementação de redes inteligentes (Smart Grids).

Para a AES Eletropaulo, os equipamentos auxiliam a ampliar a automação do sistema. A distribuidora já possui 3 mil religadores instalados em seus 1.732 circuitos, rede de energia que interliga as subestações aos postes e que tem em média 10 km de extensão. "Temos uma estratégia contínua em levar tecnologia à rede. Com esses novos equipamentos serão mais de três religadores por circuito, evitando a interrupção de energia para muitos clientes", disse Maria Tereza Vellano, diretora de Planejamento e Engenharia da AES Eletropaulo.

Do total contratado, cerca de 400 religadores já foram entregues. A previsão é que, até dezembro de 2017, todos os equipamentos estejam instalados.

Tags: , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top