Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Estudo sobre OpenStack aponta alto nível de adoção da plataforma aberta para nuvens privadas

Postado em: 16/02/2016, às 21:50 por Redação

O estudo "OpenStack – nuvem privada", encomendado e divulgado pela SUSE, provedora de infraestrutura de armazenamento, cloud e software de código aberto Linux, revela que 81% de profissionais de TI de grandes empresas estão planejando utilizar o OpenStack, a plataforma aberta e escalonável, destinada ao desenvolvimento de nuvens privadas. Para o estudo, foram entrevistados 813 profissionais seniores de TI de companhias renomadas dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Países Nórdicos.

Ainda são pontos discutidos na pesquisa as preferências, os níveis de adoção e os desafios aos que decidem adotar a tecnologia. De acordo com o diretor de vendas da SUSE no Brasil, Ricardo Bimbo, "não só essas questões, mas também os números indicados refletem o mercado brasileiro e as conclusões do estudo são bem significativas e semelhantes ao que sentimos no nosso mercado e na conversa com clientes e CIOs".

Outro ponto positivo, é que o estudo indicou que, na opinião dos profissionais, as nuvens privadas são:

*mundialmente aprovadas: 90% afirmaram que já implementaram pelo menos uma em seu negócio;

*confiáveis: 96% disseram que iriam usar uma solução de nuvem para cargas de trabalho críticas nos negócios;

*cada vez mais open source: 96% acreditam que existem vantagens comerciais para a implementação de uma nuvem privada de código aberto. As razões mais comuns para a adoção dessa tecnologia foram a redução os custos (67%) e o aumento de agilidade e inovação (77%) geradas.

Porém, os resultados das entrevistas mostraram que os investimentos na nuvem privada OpenStack traz às empresas o receio dos desafios e complicações que podem surgir com a adoção da tecnologia, que envolvem:

*alto grau de dificuldade: 50% das companhias que tentaram implementar uma nuvem OpenStack falharam e 65% relatam ter encontrado dificuldade na implementação;

*restrições de dependência de fornecedor: 92% têm preocupações sobre o vendor lock-in quando se trata de escolher uma solução de infraestrutura de nuvem privada;

*falta de mão de obra habilitada: 86% apontaram que a falta de competências no mercado está fazendo com que suas empresas relutem em adotar nuvem privada. Além disso, 78% são desencorajadas pela falta de capacitação.

"Acreditamos que os resultados globais são muito positivos em relação ao nível de confiança que as empresas têm quanto ao OpenStack", disse Ralf Flaxa, vice-presidente de engenharia da SUSE. "Compreensivelmente, há preocupações claras entre os clientes referentes a infraestrutura de nuvem e a sua implementação, mas atentos a esse cenário, estamos prontos para auxiliá-los em suas necessidades e desafios", destaca o executivo.

O projeto OpenStack é mantido pela "OpenStack Foundation", presidida por Alan Clark membro da equipe de liderança da SUSE e conselheiro para novas iniciativas da indústria de código aberto.

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top