Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Sergipe inicia atendimento pediátrico por telemedicina

Postado em: 20/02/2014, às 15:42 por Redação

A Cisco e a Universidade Federal de Sergipe (UFS) lançam a segunda fase do "Programa Avançado de Colaboração e Educação em Saúde", com o início do atendimento pediátrico por telemedicina nos municípios de Lagarto e Tobias Barreto. 

As Clínicas de Saúde da Família das duas cidades são conectadas a hospitais e especialistas de Aracaju, capital do Estado, e de São Cristovão, onde está o campus da UFS. A meta é melhorar o acesso ao atendimento especializado e a qualidade no serviço e na vida das crianças e de suas famílias. 

Inicialmente devem ser realizados  cerca de 80 atendimentos virtuais por mês. As consultas são acompanhadas em tempo real por especialistas no Hospital Universitário de Aracaju, evitando que as crianças e suas famílias precisem viajar em busca de atendimento especializado. Já as equipes médicas podem avaliar conjuntamente caso por caso, sem que seja necessário saírem de seus municípios. Graças à qualidade de som e da imagem em alta definição da solução de telemedicina com Telepresença da Cisco, os especialistas podem ver e conversar com as crianças, acessar resultados e auxiliar o médico generalista local com uma segunda opinião. 

O projeto faz parte do programa global de responsabilidade social da Cisco "Connected Healthy Children"  e combina os esforços da UFS, instituição reconhecida pela excelência em Ciências Médicas, e dos prestadores de assistência médica nos municípios envolvidos. Conta com  o apoio também do Governo do Estado de Sergipe, Ministério da Saúde e das Prefeituras e Secretarias de Saúde das cidades de Tobias Barreto e Lagarto. 

Depois da primeira fase de implantação das soluções da Cisco e treinamento  dos médicos, entre outubro do ano passado e janeiro deste ano, a nova fase do projeto também dá início aos programas de educação continuada para profissionais de saúde com uso de tecnologias de colaboração, telepresença e nuvem. Por meio de ferramentas como Show and Share, WebEx e Jabber é possível criar e gerenciar comunidades de vídeo altamente seguras, agendar sessões de aula virtual e acessar serviços remotamente por dispositivos móveis.

O recurso de telepresença também pode ser utilizado em treinamentos e para apresentação de projetos de alunos de cursos de medicina da Universidade, por exemplo.  A colaboração pode aumentar o conhecimento e o treinamento de equipes de assistência locais e facilitar o acesso ao conteúdo científico disponível em centros de excelência. Já para as equipes médicas locais, a atuação de forma colaborativa com especialistas poderá aumentar a capacidade de intervenção e melhorar o processo de tomada de decisões.

A terceira fase do projeto ocorrerá a partir do segundo semestre deste ano, quando a Cisco e a UFS devem divulgar estudos com resultados dos atendimentos e os impactos do programa na vida das crianças de Tobias Barreto e Lagarto.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top