Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Veiling Holambra usará tecnologia RFID para gestão de ativos

Postado em: 20/02/2014, às 16:04 por Redação

A Cooperativa Veiling Holambra firmou parceria com a Coss Consulting para o fornecimento de etiquetas RFID (Radio-Frequency IDentification) da Confidex para identificação e rastreamento de mais de 1,1 milhão de ativos retornáveis, desde a produção, centros de distribuição, entrega aos clientes (floristas, hipermercados) e retorno dos ativos (cestos, suportes de cestos, carrinhos, prateleiras etc.). O projeto está previsto para ser concluído em abril de 2014, às vésperas do Dia das Mães, época em que o mercado florista registra o maior movimento.

A implantação das etiquetas RFID tem como finalidade garantir a eficiência dos processos de logística, reduzir o tempo da carga e descarga nas docas dos produtos comercializados – que são perecíveis -, garantir a precisão do controle dos estoques, reduzir desvios e perdas de materiais na distribuição, promover a redução dos custos operacionais e maximizar os resultados financeiros. A leitura das tags será feita com leitores móveis e nos portais fixos instalados nas docas e em todos os processos logísticos.

Jorge Possato Teixeira, gerente de Logística e Francisco Roberto Pereira, coordenador de logística, ambos  da cooperativa, contam que foi escolhida a tag Carrier Pro da Confidex, que cumprem o padrão EPC (Código Eletrônico de Produto). A escolha foi feita após a realização de testes com outros fabricantes e após o teste piloto, onde as etiquetas apresentaram os melhores resultados entre os produtos avaliados, e também por sua composição tecnológica. A Coss Consulting foi selecionada pelo escopo do projeto apresentado, para cuidar de todo o projeto de instalação da tecnologia.

"Iremos acabar com o trabalho manual na leitura dos dados dos ativos. Antes, o processo de leitura era feito sobre códigos de barras e contagem de lotes, levava muito tempo e era passível de erros e fraudes", afirma. "Diversos outros ganhos estão sendo considerados: agilidade e exatidão da leitura dos códigos de cada ativo retornável, redução dos custos operacionais e o fato de atender às políticas de gestão e segurança determinadas pelo conselho de gestão da Veiling Holambra", destaca Pereira. Outra vantagem da gestão dos ativos através das etiquetas EFID, segundo ele, é a automatização da gestão e integração com o sistema de gestão da cooperativa.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top