Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Por que usar Gerenciamento de Dados Mestres (MDM) em Serviços Financeiros em 2016?

Postado em: 29/01/2016, às 15:50 por Francisco Casella

Outro ano terminou e, como acontece todas às vezes nesse período, especialistas de mercado já começaram a fazer previsões sobre o que esperar para 2016. Da mesma maneira como aconteceu em anos recentes, diversos bancos e seguradoras seguem firmes no desafio de resolver as questões mais importantes do mercado, incluindo:

Conformidade Regulatória: Com novas normas de agências reguladoras nacionais e internacionais como asBCBS 239, a MiFiD II e a Diretiva II de Serviços de Pagamento na Europa, somada a regras antigas como a CCAR, FATCA, KYC/AML e Basel III, as empresas de mercado de capitais e os bancos precisam colocar as mãos na massa para garantir e medir risco em uma perspectiva corporativa e global.

Melhoria na experiência dos clientes: Você pode chamar de omni-channel ou cross-channel. Mas, no fundo, todos esses conceitos dizem respeito ao mesmo tópico para bancos e seguradoras que precisam reforçar os seus investimentos para modernizar os seus sistemas de relacionamento com clientes, as plataformas principais para serviços e a infraestrutura de pagamento. Ou seja, proporcionar uma melhor experiência aos seus clientes, independente do canal de acesso utilizado.

Aumentar o retorno com clientes existentes: Apesar de todos os esforços feitos no passado, o ganho com os clientes existentes tanto para o setor bancário quanto para as seguradoras segue baixo independente da região. A média é de2,5 produtos por relacionamento com cliente, enquanto a média está em 7 a 8 relacionamentos de produtos com o mercado. Para responder a isso, o setor está focado em desenvolver pacotes personalizados e ofertas especiais para motivar a adoção de novos produtos.

Consolidação de mercado: As previsões dos analistas indicam a continuidade de novas fusões e aquisições em todos os segmentos de Serviços Financeiros, conforme as empresas buscam maneiras de crescer a sua participação de mercado.

Todas essas questões cruciais apontam para a importância de ter dados mestres e de referência consistentes, abrangentes e acessíveis de maneira oportuna para a área de negócios. Do ponto de vista da tecnologia, estamos falando da importância de ter uma solução de nível corporativo de gerenciamento de dados mestres (ou Master Data Management, MDM).

O que é gerenciamento de dados mestres (MDM)?

Em poucas palavras, o gerenciamento de dados mestres (MDM) é uma metodologia que identifica a informação mais crítica dentro de uma organização — e cria uma fonte única para oferecer, de verdade, poder para os processos de negócios. O MDM envolve diversas soluções de tecnologia, incluindo integração de dados, qualidade e gestão de processos de negócios (BPM, da sigla em inglês). Uma boa solução de MDM oferece:

Uma visão unificada dos dados — Cria uma visualização única de dados críticos a partir de fontes de informação díspares, duplicadas e em conflito. Com isso, você consegue ver, para citar um exemplo, que ABC Corp. e ABC Limitada são empresas relacionadas.

Uma visão de 360 graus sobre os relacionamentos — Regras de negócios permitem identificar os relacionamentos que estão entre os dados, conseguindo combiná-los mostrando que a ABC Corp tem 350 funcionários que também são correntistas com financiamento imobiliário na sua instituição, sendo um garantidor de um título corporativo emitido pelo seu banco de investimento.

Uma visão completa de todas as interações — Integra as transações e as interações que aconteceram com aquele produto, cliente, contraparte ou outros elementos de dados para conseguir uma visão completa e única daquele cliente em particular.

Quais são os benefícios de adotar o MDM?

Ao adotar o MDM, as instituições financeiras são capazes de:

Melhorar a gestão de risco e a conformidade regulatória ao garantir que as equipes que cuidam desses processos tenham acesso a informações qualificadas e atuais de entidades legais a partir de sistemas internos e provedores de dados externos. Assim é possível definir, com precisão, a relação hierárquica legal entre eles e relacioná-los aos seus Instrumentos Financeiros para gerenciar o risco corretamente e cumprir as normas regulatórias.

Ter campanhas mais efetivas ao oferecer às equipes de Vendas e de Marketing uma visão abrangente dos clientes, relacionamentos com contas pendentes e atuais, possíveis novos clientes e funcionários. O mais importante de tudo é ter a confiança que quando a informação crítica se modificar por qualquer interação, o MDM vai identificar essa interação, atualizar e enriquecer o registro atual efetuando a sincronização com os demais sistemas.

Suportar uma experiência de cliente omni-channel ao garantir que os novos sistemas e as aplicações instaladas tenham acesso às informações mais precisas e mais abrangentes sobre os clientes, independente de qual foi o ponto de contato do cliente, e tudo em tempo real.

Acelerar as sinergias após uma fusão e aquisição ao integrar, racionalizar e entregar dados de clientes, produtos, funcionários e outras informações críticas aos negócios. Assim é possível suportar relatórios financeiros consolidados, gestão de riscos, campanhas de marketing para venda cruzada e outras necessidades após uma fusão e aquisição.

Como escolher a solução certa de MDM?

As soluções de MDM não são iguais. Tendo em vista as tendências de mercado, é importante analisar as seguintes funcionalidades quando for o momento de analisar uma plataforma de MDM:

Acesso Universal aos Dados: A solução escolhida deve ter a capacidade de acessar os dados de sistemas díspares e arquitetura hibrida, conseguindo gerenciar, atualizar e compartilhar o registro mais recente e confiável em qualquer sistema ou aplicação seja instalado nos servidores da empresa ou na nuvem. Governança dos Dados: Procure uma solução que permita que os usuários de negócios consigam colaborar com os administradores de dados e a TI para acessar, gerenciar e compartilhar dados mestres (como, por exemplo, de clientes, de produtos, de funcionários, de contrapartes, de instrumentos financeiros). Além disso, procure por uma solução que forneça flexibilidade no processo de governança usando fluxos de trabalho configuráveis e orquestração de processos de negócios.

Relacionamentos baseados em regras de negócios: Pesquise por uma solução que permita a criação de regras de negócios responsáveis por definir os relacionamentos entre cada domínio para ter maior conhecimento e tirar mais valor desta hierarquia.

Adote a solução para crescer conforme necessidades de negócios: Você pode começar apenas com um único domínio (clientes, por exemplo), mas fique atento e procure por uma solução capaz de gerenciar múltiplos domínios em uma única ferramenta ou plataforma.

Histórico de adoção e sucesso comprovado no mercado: A correlação entre experiência e sucesso já está mais do que comprovada. É importante buscar uma solução que tenha grande adoção no mercado. Não confie em blablablá de marketing que parece avançado ou no vendedor experiente. Procure exemplos reais de adoção da solução.

Francisco Casella, líder em MDM na América Latina da Informatica LLC.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top