Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Desenvolvedores precisam se preparar já para o Windows 10

Postado em: 30/10/2015, às 19:36 por Fernando Rizzato

O lançamento do Windows 10 em Julho foi um dos maiores lançamentos da história da Microsoft. Empresas que já tenham desenvolvido aplicações para Windows seguramente não deveriam esperar para começar a explorar a nova plataforma. Mesmo aquelas que deixaram o Windows de lado para focar no desenvolvimento de aplicações para plataformas móveis baseadas em iOS e Android deveriam parar e pensar em como tirar proveito do Win10.

Mas por quê? Para começar, a Microsoft espera uma alta taxa de adoção de seu novo sistema operacional. O programa beta sozinho chegou a conquistar mais de 3,9 milhões de testadores. Durante a conferência Build nos Estados Unidos, a Microsoft revelou esperar que a release final do Windows 10 já esteja instalada em mais de 1 bilhão de dispositivos dentro dos primeiros dois a três anos.

Não há dúvidas de que o Win10 parece ser o lançamento Windows mais interessante dos últimos tempos. Se você é desenvolvedor Windows ou proprietário de uma aplicação Windows, é muito importante que suas aplicações estejam preparadas. Seus usuários provavelmente adotarão o Windows 10 mais rapidamente do que se viu com lançamentos anteriores de novos sistemas operacionais.

À medida que os usuários forem se familiarizando com as novas funções da plataforma do Windows – como a "nova" interface Modern (UI) e Cortana/Search Everywhere – eles também passarão a esperar que suas aplicações contem com isso tudo. Por exemplo, ser capaz de pesquisar seu sistema de arquivos, e-mails etc. – e também, digamos, os registros de seus clientes em sua própria aplicação CRM – através desta única interface é algo realmente convidativo.

Para a interface Modern, algumas coisas foram herdadas do sistema operacional, mas não todas. Vai ser preciso muita garantia de qualidade para assegurar que o aspecto geral de sua aplicação migre para a interface Modern sem parecer um Frankenstein.

Algumas novas funções são de pronto uso, já que a Microsoft está realizando esforços para permitir seu uso amplo (como os Desktops virtuais, por exemplo) enquanto outras precisam ser ativadas por desenvolvedores, como o exemplo de pesquisa acima. Ainda que a Microsoft tenha lançado novos APIs para permitir a capacidade Cortana/Search Everywhere, os desenvolvedores precisam implementar tais APIs em suas aplicações para que estas respondam quando o Windows 10 precisar indexar ou pesquisar os dados daquela aplicação.

Ainda que demande tempo, a implementação de novos APIs não é tão difícil – os desenvolvedores Windows já fazem isso há anos. O pulo do gato consiste em como suportá-los entre múltiplas versões. Você não quer que sua aplicação fique presa ao Windows 10, mas sim que ainda funcione no Windows 7, por exemplo. Você com certeza não deseja ter diferentes versões de sua aplicação para diferentes versões do Windows, mas prefere uma aplicação capaz de responder sem quebras ao ambiente no qual está sendo rodada, e que adapte suas funções convenientemente de acordo.

Aqui na Embarcadero nos preocupamos com esses aspectos. Nós lançamos, por exemplo, estilos do Windows 10 para que os desenvolvedores possam fazer com que suas aplicações existentes tenham o aspecto de cidadãs de primeira classe do Win10. E isso sem fazer com que a mesma aplicação deixe de parecer adequada para o Windows 7. Os desenvolvedores podem escolher se a aplicação se adaptará ao aspecto do Windows 7 quando rodando em Windows 7, ou se vai manter o mesmo aspecto e a experiência em todos os lugares.

Porém, o contexto geral pode ser mais complicado. A Microsoft já confirmou que haverá sete versões do Windows 10, para desde dispositivos IoT sem tela até dispositivos móveis, tablets e áreas de trabalho baseadas em PC. Eis um prospecto entusiasmante para desenvolvedores Windows, com novas oportunidades de mercado para criar aplicações para um grupo de plataformas maior do que estamos acostumados a ver.

Ninguém nega que a paisagem geral tenha mudado – com OSX, iOS e Android tomando terreno do Windows nos últimos anos. Mas mesmo proprietários de aplicações e desenvolvedores que venham se dedicando a plataformas não-Windows devem avaliar o impacto potencial de mercado e se preparar para suportar o Win10.

Ambos os cenários apresentam desafios para desenvolvedores que precisem construir aplicações de alto desempenho para múltiplas plataformas. Como resultado, as organizações que não utilizam ferramentas de desenvolvimento multiplataformas – preferencialmente as que oferecem desempenho nativo com utilização de uma única base de código – precisarão desenvolver suas aplicações novamente ou, em último caso, aceitar uma base de clientes potencialmente menor para suas ofertas.

Fernando Rizzato, leader software consultant Embarcadero para América Latina.

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top