Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

BOTs para PMEs: já está na hora de investir na ferramenta

Postado em: 04/10/2017, às 19:37 por Mateus Azevedo

Se a sua empresa é pequena ou média e você acredita ainda que Inteligência Artificial é somente para as grandes corporações, está na hora de rever seus conceitos. As PMEs já estão se beneficiando das novas tecnologias para dar agilidade ao seu dia a dia, ganhar em produtividade e, consequentemente, tornarem-se cada vez mais competitivas.

O diretor de pesquisa do Gartner, Henrique Cecci, já disse em reportagens que não se pode imaginar uma empresa moderna sem tecnologia da informação, fora do contexto digital e isso, evidentemente, se aplica às PMEs: "TI é parte do negócio e as pequenas também devem se adaptar", afirmou.

Entre as novas tecnologias que as PMEs devem apostar estão os bots, designação dos softwares de respostas automáticas. Segundo levantamento da Sage, fornecedora em sistemas de gestão empresarial e contabilidade, a maioria dos brasileiros (66%) acredita nos benefícios do uso da inteligência artificial e dos bots na organização da vida profissional e dos negócios contra 47% dos empresários de outras partes do mundo.

Os brasileiros acreditam, porém são cautelosos, pois de acordo com a IDC, as PMEs ainda não aderiram fortemente aos Bots o que, segundo a consultoria, é um erro, uma vez que as empresas de menor porte tem muito mais facilidades para inovar, justamente pelo fato de serem menores. É possível experimentar, testar, avaliar.

O mercado de PME chamou a atenção da espanhola Louyt, uma rede de franquias de marketing digital que resolveu comercializar seu chatbot com inteligência artificial especificamente para os pequenos e médios empreendedores. O lançamento foi em outubro de 2016 no mercado europeu e chegou ao Brasil em abril deste ano, mas vale lembrar que há importantes players no mercado nacional e inclusive, já atuando há mais tempo.

Com robôs que podem custar menos de R$ 1.000,00 por mês, (também para o mercado de PME's, sem cobranças extras ou de setup), a BlueLab desenvolve um bot capaz de entender a linguagem natural e atender a uma vasta gama de negócios, embora existam no mercado outros mais baratos, mas que funcionem e atendam automações mais simples.

A funcionalidade dos bots é infinita. Claro que sua capacidade vai depender do investimento feito na ferramenta, mas ainda assim, o modelo mais "básico" já poderá ajudar o empreendedor imensamente. Imagine, por exemplo, anotar o pedido de quem entrou em contato com a loja fora do horário do expediente e fazer o atendimento ao consumidor logo no primeiro horário, com as respostas para o que ele desejava? Ou ter um bot que dê dicas sobre qual acessório usar com determinado tipo de vestuário? Um bot para ajudar na reserva das passagens aéreas?

O robô leva apenas cinco dias para ser desenvolvido e pode atender em uma escala de 24×7, ou seja: full time. Assim, uma startup poderá prestar um serviço de qualidade e atender a uma necessidade de seu cliente a qualquer momento a um custo possível, afinal, seria inviável contratar atendentes que cobrissem nesta escala. Com um robô voltado à operação mais simples, o empreendedor pode focar em seu core business e contratar pessoas qualificadas para operações mais relevantes.

A tecnologia pode ser, portanto, uma forte aliada para os pequenos e médios empreendedores que não devem ter medo de testá-la. A menos que não desejem ganhar mais produtividade e competitividade no mercado onde estão inseridos. Pois lhes faço um convite agora: vamos ousar?

Mateus Azevedo, sócio da BlueLab e responsável pela Diretoria de MKT e Vendas.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top