Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Mulheres pedem mais refeições via Internet do que homens, aponta pesquisa

Postado em: 06/05/2013, às 18:34 por Ana Lúcia Moura Fé

Levantamento do portal ComerNaWeb junto a 10 mil consumidores nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e Salvador revela que a maioria dos usuários de delivery online de refeições é mulher e tem renda entre cinco e dez salários mínimos. Outra tendência relevante constatada é o aumento constante do consumo desse tipo de serviço pela Classe C.

De acordo com os dados, as mulheres superam os homens no uso do delivery online de comida em todas as cidades pesquisadas, com exceção de Belo Horizonte.

O destaque fica com o Rio de Janeiro, onde o público feminino responde por 60% do uso desse serviço (contra 46% na capital mineira.)

A maioria dos consumidores de delivery de alimentos nas cinco cidades pesquisadas tem renda entre cinco e dez salários mínimos, com destaque para São Paulo (67%).

No Rio de Janeiro, os bairros nobres continuam com destaque na utilização do delivery online, mas houve um aumento de 66% do consumo da Classe C, de moradores de bairros do subúrbio.

A taxa média de entrega no Rio de Janeiro é de R$ 3,00, a mesma de Curitiba, enquanto a de São Paulo é de R$ 6,00.

Os solteiros predominam e, na maioria das capitais, os números ultrapassam 70%. Na maioria das vezes, os pedidos virtuais são para uma ou duas pessoas com idades entre 25 e 35 anos.

Entre os profissionais que mais fazem pedidos online de refeições, destacam-se os graduados em Exatas. Os profissionais de Humanas são minoria.

A preferência pelos pedidos noturnos é mais frequente nos fins de semana. Em todos os Estados, mais de 45% são realizados de sexta-feira à noite a domingo à noite.

Durante os dias úteis, o maior número de pedidos ocorre na hora do almoço, principalmente nas áreas de grande concentração de trabalhadores.

No Rio de Janeiro, a região central tem a maior demanda no almoço (51%). O mesmo ocorre na região da Avenida Paulista (40%), centro econômico da cidade de São Paulo.

A culinária oriental é a preferida no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e em Salvador  (35%, 36% e 38%, respectivamente). Em São Paulo e Curitiba, as pizzas estão em primeiro lugar (38% e 35%), seguidas da comida japonesa.

A pesquisa constatou, ainda, que o telefone ocupado é o principal motivo para utilizar a Internet, e a segunda razão é o cardápio disponível.  Apenas 10% dos pedidos online são feitos via dispositivos móveis. Destes, 35% são via Android, e 65% via iPhone/iOS.

Perfil do público que pede comida pela internet, por cidade – Março de 2013

 

Rio de Janeiro

São Paulo

Curitiba

Belo Horizonte

Salvador

Homens

41%

44%

48%

54%

49%

Mulheres

59%

56%

52%

46%

51%

Casados

36,07%

27,11%

26,04%

23,23%

24,21%

Solteiros

58,70%

68,07%

70,02%

73,55%

73,40%

Divorciados

4,60%

4,12%

3,19%

3,23%

1,87%

Viúvos

0,64%

0,70%

0,74%

0%

0,52%

18 a 24 anos

12,23%

16,96%

24,24%

8,86%

15,80%

25 a 35 anos

49,04%

55,82%

51,06%

68,99%

63,40%

36 a 45 anos

21,15%

16,96%

10,80%

13,92%

14,56%

46 a 55 anos

9,46%

6,48%

4,24%

2,53%

3,60%

Acima de 55 anos

8,12%

5,70%

9,65%

5,70%

2,64%

 

Perfil do público que pede comida pela internet, por renda – Março de 2013

1 a 5 salários mínimos

15,21%

14,53%

13,67%

12,11

16,6

5 a 10

65,6%

62,7%

67,1%

63,4

59,2

10 a 20

16,13%

17,91%

13,4%

18,21

18,32

Acima de 20

3,06%

4,86%

5,83%

6,28

5,88

Fonte: ComerNaWeb/2013 – Total de entrevistados: 10 mil pessoas

 

 

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top