Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Brasil é o quarto entre países com mais empresas nas mídias sociais, diz KPMG

Postado em: 10/01/2012, às 09:01 por Ana Lúcia Moura Fé

O Brasil ocupa a quarta posição na lista dos países que registram presença mais intensa de suas empresas nas mídias sociais, segundo estudo da  KPMG.  Das organizações brasileiras consultadas para o estudo Going Social: How businesses are making the most of social media, 69,1% indicaram já ter iniciativas relacionadas com esses meios de comunicação, contra 70,4% da média geral. Na liderança do ranking, está a China, com 82,7%, seguida por EUA (71,5%); e Índia (70,2%).

Segundo Tim Norris, diretor da área de performance & technology da KPMG local, no Brasil as empresas perceberam rapidamente a importância de estarem presentes e atentas a esse espaço virtual, enquanto os consumidores enxergam as mídias sociais como importante instrumento para divulgar suas insatisfações com as empresas. "Isso deve ser olhado com muita atenção pelas organizações, pois os riscos de imagem envolvidos são consideráveis", alerta.

A pesquisa, realizada em dez países (Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, China, Estados Unidos, Índia, Japão, Reino Unido e Suécia), indica que empresas dos mercados emergentes lideram em presença nesses meios. Chineses, indianos e brasileiros mostraram-se de 20% a 30% mais propensos a dizer que suas empresas recorreram às mídias sociais como parte dos negócios do que os britânicos, australianos, alemães ou canadenses.

Mais de 80% dos entrevistados perceberam benefícios da atuação da empresa nesses espaços virtuais. "Com isso, parece claro que aproveitar as vantagens das mídias sociais deve ser um imperativo organizacional", diz Sanjaya Krishna, sócio da área de economia digital da KPMG nos Estados Unidos.

O relatório revelou que restringir o acesso de profissionais às redes sociais pode ser uma batalha perdida. Um terço dos funcionários de empresas com acesso bloqueado disse que não apenas estava usando as mídias sociais no escritório como se empenhava em "burlar os sistemas de proteção."

A maioria das organizações indicou que desenvolve políticas específicas ou apresentou um conjunto informal de expectativas para que seus profissionais se engajem nas mídias sociais. Mais da metade das empresas oferece aos seus funcionários formação específica em mídias sociais, e 62% já tinham desenvolvida uma política específica de mídias sociais.

Países com presença mais intensa de suas empresas nas mídias sociais 

  1. China (82,7%)
  2. EUA (71,5%)
  3. Índia (70,2%)
  4. Brasil (69,1%)
  5. Canadá (51%)
  6. Reino Unido (48,2%)
  7. Alemanha (42,7%)
  8. Suécia (41,7%)
  9. Austrália (41,6%)
  10. Japão (27,5%)

Fonte: KPMG

 

Tags: ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top