Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

O que a empresa ganha com o Teamlignment?

Postado em: 22/06/2015, às 20:17 por João Roncati

As pessoas são o maior diferencial de uma empresa, independente do produto ou serviço oferecido. Há quem diga que contar com um capital humano qualificado e engajado é meio caminho andado para o sucesso. Contudo, é preciso que todos se movam na mesma direção para obter os melhores resultados e isso só é possível com um alinhamento contínuo.

Peter Drucker já dizia na década de 80: "se eu pudesse aconselhar os líderes das organizações eu lhes diria que as suas 3 prioridades são: alinhamento, alinhamento e alinhamento".

Este alinhamento precisa ser construído a partir dos comportamentos do time de liderança: um "teamalignment".

Imagine uma equipe qualificada, mas onde cada um tem um propósito diferente e caminha em direções não convergentes. Com certeza será um grupo de profissionais não alinhado e provavelmente se perderá ao longo do caminho, ou no mínimo, fará um esforço descomunal para chegar aos seus objetivos.

Alinhamento ou desalinhamento do grupo de líderes é espelhado por todas as áreas de uma organização. Em geral, a falta de integração entre áreas indica que em alguma medida (importante) há dissonância e até incoerência nos sinais emitidos pelos líderes.

Um líder é um representante "institucional" e, ao emitir sua opinião, precisa levar em conta os efeitos nas pessoas e, principalmente se está alinhado ou não com o que a organização espera dele.

Desta forma, o alinhamento do time de liderança – teamalignment – deve ser desenvolvido para que a mensagem sobre estratégia seja inteligível e única. Que os desafios que governam os objetivos de todas as áreas sejam assumidos por todos e determinem os planos de trabalho de cada grupo ou profissional. E, sobretudo, que os comportamentos que viabilizarão os resultados, com esforços adequados atendidos pela sinergia da atuação em equipe, sejam pactuados e disseminados. Apenas assim, o esforço empenhado e os resultados buscados serão totalmente convergentes e determinados pela estratégia.

Numa organização, raros são os trabalhos que um profissional possa realizar realmente sozinho. Pensar como um conjunto, alinhado, desenvolvendo accountability e ownership é fundamental para a rapidez de reação às mudanças do mercado e para sustentar resultados diferenciadores. A atuação em grupo ou em equipe, num ambiente competitivo tão complexo é mandatório e, é mais fácil falar do que fazer.

A diversidade ou mesmo a complementariedade de diferentes perfis, cabe facilmente em planos e análises. Mas conviver e dedicar-se a desafios com pessoas muito diferentes de nós, não é simples nem trivial. É necessário que o alinhamento do time seja um desejo, um discurso e uma prática coerente da liderança. Só assim, dando exemplo a partir de seu comportamento, é que líderes influenciarão, promoverão e assistirão ao desenvolvimento de grupos alinhados e de alta performance nas diversas áreas da organização.

O exemplo "vem de cima". Líderes não podem ser especialistas em discursar sobre as estratégias e ao alinhamento do time, mas em vivenciá-las e mobilizar suas equipes para fazer o mesmo. Não há atalhos, mas a construção de um caminho virtuoso: team alignment.

E quem sai ganhando é a companhia. Um time entrosado permite potencializar os resultados, alcançando suas metas ou até as ultrapassando. O que possibilita a criação de objetivos mais agressivos, gerando vantagem competitiva. Tudo isso se torna ainda mais relevante quando a economia está passando por um momento delicado, como o atual.

Mas para que este cenário seja possível, as metas e estratégias devem ser de comum acordo. Se não, os colaboradores podem se sentir perdidos, ora atendendo a solicitações de um, ora de outro, o que atrapalha a conquista dos melhores resultados. Outro ponto importante é documentar todos os processos, objetivando que as metas definidas pelo time sejam suportadas pela execução.

Além disso, se o espírito de equipe está nos gestores, fica mais fácil de transmitir para os outros membros do grupo. São os líderes que devem reverberar a cultura da comunicação, compartilhamento, cooperação, confiança e cumplicidade. Esses são os cinco C's indispensáveis para construir um teamalignment.

Muitas vezes contar com uma equipe pequena, mas alinhada, é mais vantajoso do que possuir diversos profissionais qualificados, mas que caminham em direções opostas. Não trabalham em busca dos mesmos objetivos, tem dificuldade de se comunicar e de cooperar com os colegas.

Não importa o que a empresa oferece, é o time de vendas que apresenta as soluções para os clientes e prospects, o atendimento e o suporte é que vão estar no dia a dia, os profissionais da limpeza do escritório é que vão garantir o conforto para que todos os colaboradores trabalhem em um ambiente confortável. Cada pessoa que integra a organização, independente do cargo, é importante. E é preciso que todos entendam isso para que busquem um bem comum e, por consequência, façam a companhia crescer.

João Roncati, diretor da People+Strategy.

Tags: , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top