Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

As melhores campanhas de social media de 2014

Postado em: 16/12/2014, às 19:26 por Ana Luiza Pandolfi

Que as marcas estão usando cada vez mais as redes sociais para se aproximar do consumidor é um fato. Mas dentre tantas iniciativas, quais ações realmente se destacaram? Confira as melhores campanhas de 2014.

4 -oscar
Imagem: William Etchebehere

1) And the oscar goes to…Samsung!

Sem dúvida uma das ações mais faladas do ano foi a selfie do Oscar. O mundo inteiro viu. A foto tirada pelo ator Bradley Cooper e postada pela apresentadora Ellen DeGeneres foi retuitada 2,6 milhões de vezes, a maior marca da história da rede social, superando, inclusive, a imagem de Michelle e Barack Obama, publicada após a sua vitória nas eleições de 2012.

5 - oscar_2

E quem estava lá? A Samsung. A empresa sul-coreana investiu US$ 20 milhões no patrocínio do Oscar e parte do acordo envolvia a promoção do Galaxy Note 3, usado pela apresentadora para fotografar. A Samsung podia ter usado esse investimento em um monte de anúncios na TV, em marketing nas lojas, fazendo vídeos promovendo o produto. Mas com uma ação genial nas redes sociais obteve um resultado muito maior e de maneira muito mais natural.

2) Tweet for a Read: livros e as distrações sociais

Você se lembra da última vez que leu um livro sem parar para dar uma olhadinha no Facebook ou conferir o Whatsapp? Não? Pensando nisso, a Penguin Companhia das Letras, em parceria com a Agência Mood, lançou a campanha Tweet for a Read.

A ideia é que um tweet, simulando o próprio autor do livro, seja enviado ao usuário sempre que ele passar muito tempo sem ler algum livro que tenha começado. Mas como fazer isso? Aí que vem a sacada genial, tudo é feito por meio de um marcador de páginas inteligente, equipado com um sensor de luz, um timer e um nano computador com Wi-Fi, que consegue "perceber" quanto tempo o livro fica fechado.

A ação, na verdade, foi criada para incentivar a continuidade da leitura e contou apenas com alguns protótipos. Mas diante da divulgação espontânea, em veículos como Ads of the world, Globonews e The Washington Post e da quantidade de pedidos pelo produto, a editora está estudando a possibilidade de criar uma produção em escala do marcador. Assista ao vídeo da campanha.

3) Hellmann's no WhatsApp: muito mais do que um livro de receitas

79% dos smartphones dos brasileiros tem WhatsApp. É o aplicativo mais utilizado pelos brasileiros. Atenta às tendências, a Hellmann's, em parceria com a agência Cubocc, decidiu criar o WhatsCook, o primeiro serviço em tempo real que interage via Whatsapp com os usuários para ensinar receitas personalizadas.

Para participar, o usuário deveria cadastrar o seu número de celular no hotsite da Hellmann's e aguardar o contato de um dos chefs da equipe pelo WhatsApp. Depois, a conversa começava. Se, por exemplo, quisesse ajuda para criar uma receita com o que tinha em casa, era só tirar uma foto da geladeira para em seguida receber sugestões de receitas e o passo a passo de como prepará-las. Sempre com espaço para tirar dúvidas e receber dicas por meio de fotos e vídeos.

O resultado? Mais de 8 mil pessoas se inscreveram para participar em 10 dias. No total, foram 4 milhões de pessoas impactadas no mundo todo, com um gasto de apenas US$900 em mídia. A divulgação foi totalmente espontânea, com grande repercussão na imprensa e nas mídias sociais. O vídeo do case de sucesso está aqui.

4) JC Penneys: como ser a estrela de um evento sem gastar nada

Eis que em meio a investimentos milionários na principal data do mercado publicitário americano surge a JC Penneys, que sem pagar nada para anunciar no intervalo mais caro do mundo, foi a marca com maior destaque no Superbowl.

A loja de departamento fez dois tweets durante o início do jogo com erros de digitação:

2 - JCP

Logo começaram as especulações na rede social de que o autor do tweet estava bêbado ou pelo menos fingindo estar. Notando a repercussão, marcas como Doritos, Snickers e Kia resolveram entrar na conversa, aumentando ainda mais o buzz.

3 -jcp_2

No final, a marca explicou: os erros aconteceram porque estavam digitando com luvas.
`
É um perfeito exemplo de como, com um pouco de criatividade, uma marca pode se inserir em um acontecimento e ganhar muita exposição com baixo custo por meio das mídias sociais. No Superbowl do ano passado a campeã foi a Oreo, esse ano é a JC Penney's.

5) Spotify: emoção > razão

O apelo emocional é um caminho que muitas marcas estão utilizando para gerar preferência e fidelidade dos seus consumidores. E nada mais <3 do que a música, não é? Pensando nisso, a Spotify criou a campanha #ThatSongWhen.

A empresa criou um site para as pessoas compartilharem como músicas estão ligadas a momentos especiais das suas vidas, incentivando ainda o compartilhamento das mensagens nas redes sociais. Criada pela David, de Miami e Ogilvy & Mather, de Nova York, algumas histórias inclusive foram recriadas em vídeo. Um deles conta a história do Jason, que foi demitido pela 3ª vez e encara a situação ao som de "Here I Go Again" do Whitesnake.
BÔNUS: falando em amor… a prefeitura mais querida do Brasil!

Como criar um canal de comunicação eficiente com os moradores de uma cidade? Como não fazer dele mais um meio engessado e chato de divulgação de notícias da prefeitura e campanhas para os moradores? Com certeza a Prefeitura de Curitiba tem todas essas respostas. Reunindo seguidores do Brasil inteiro, a sua página no Facebook dá aulas de como gerar engajamento e interação com os seus usuários.

É um case à parte de qualquer competição de ações de marketing. De maneira descontraída, a Prefs, como foi apelidada, mistura posts institucionais com referências a filmes, séries, desenhos, vídeo games e memes. Vale de tudo, de Hobbit à Galinha Pintadinha. Sem esquecer dos famosos "Boa noite", ao som de Led Zeppelin, Metallica e Iron Maiden.

Em entrevista ao site Digaí, o diretor de comunicação explica a estratégia: "Buscamos aproximação com o público para poder trazer mais pessoas para a discussão política da cidade. Assim democratizamos mais a nossa comunicação e permitimos que mensagens importantes cheguem a um maior número de cidadãos".

E vem dando certo, a campanha "Casamento Vermelho" é um exemplo. A ideia (que é uma referência a um episódio particularmente sangrento da série Game of Thrones) surgiu quando a fan page de Curitiba recebeu um "pedido de casamento" da fan page do Rio de Janeiro e, a partir disso, decidiram promover a doação de sangue nas duas cidades. Logo, outras fanpages de prefeituras aderiram à causa.

Havia ainda uma lista de presentes para o casamento, que rapidamente foram escolhidos por empresas da região, resultando em mais de 300 araucárias plantadas no Paraná, Tour pela cidade para idosos, picolé de graça para pessoas que trabalham na cidade no sol, sessão de fotos para mulheres que sofreram violência para aumentar a autoestima, 200 livros para as bibliotecas da cidade, cinema para 50 crianças carentes e muito mais.

A campanha do momento é o #BusãoSEMabuso, uma iniciativa de conscientização contra o abuso sexual no transporte público. A linguagem, como de costume, é simples, e além disso compatível com pautas da causa feminista: "Sua cantada não me faz sentir bonita. Me faz sentir medo" e "Meu corpo não é seu". Também foram distribuídas cartilhas em ônibus da cidade com dúvidas recorrentes sobre o tipo de abuso, que inclusive, já renderam a prisão de um agressor, denunciado por adolescentes impactadas pela campanha.

E para você? Quais ações de marketing nas redes sociais marcaram 2014?

Ana Luiza Pandolfi, estrategista de Conteúdo na 55social

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top