Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Fórum de Davos discute como a tecnologia pode "colher dividendos e não dívidas"

Postado em: 20/01/2016, às 22:15 por Redação

Os rápidos avanços em curso em toda uma gama de tecnologias estão mudando a forma como as pessoas vivem, trabalham e interagem uns com os outros, com impacto tanto positivo quanto negativo. Em um painel no encontro do Fórum Econômico Mundial de 2016, sobre as transformações impulsionadas por esta Quarta Revolução Industrial, líderes governamentais, empresariais e tecnológicos ressaltaram a importância de garantir que os dividendos dessas tecnologias sejam assegurados.

"Pense sobre as mudanças no mundo acontecendo em termos de esperança ou o medo", aconselhou Sheryl Sandberg, CEO e membro do Conselho de Facebook nos EUA. "A pergunta que Davos deve tentar responder este ano é como esperançoso ou como temível o mundo deveria ser. O desafio tem de ser para ter o triunfo da esperança sobre o medo ".

A tecnologia pode ser um grande equalizador, observou Paul Kagame, presidente da República da Ruanda. Mesmo que grande parte da África está apenas começando a colher os benefícios da revolução do computador, é importante para o continente a colocar um pé à frente nesta nova era tecnológica. "A tecnologia tem um efeito multiplicador enorme em encontrar soluções para os muitos problemas por ter mesmo as pessoas mais pobres tenham acesso às tecnologias que podem melhorar suas vidas", disse ele. Mas haverá vencedores e perdedores na Quarta Revolução Industrial, reconheceu. "Nosso trabalho é ter certeza de que nós diminuir a diferença e que há menos perdedores e mais vencedores."

Mais de 2.500 líderes de empresas, governos, organizações internacionais, sociedade civil, academia, mídia e as artes estão participando da 46ª Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial, em Davos-Klosters, Suíça, até dia 23 próximo. Sob o tema "Dominando a 4ª Revolução Industrial", o programa compreende mais de 300 sessões.

Como o ritmo de ganhos da Quarta Revolução Industrial  a inclusão é uma grande preocupação, argumentou  Satya Nadella, CEO da Microsoft. "Existe um dividendo digital ou uma fratura digital?  Esse é o debate que se deve ter. A ênfase deve ser em habilidades, ao invés de se preocupar com empregos sendo perdidos. Nós, como sociedade temos que gastar o dinheiro para educar as pessoas para que possam encontrar novos postos de trabalho "

"A chave é melhorar a produtividade para impulsionar o crescimento e atingir um excedente. A questão é como dividendo vai se espalhar", questionou  Nadella. "Será que vai se espalhar geograficamente, a todos os setores da economia, para ajudar as pessoas de diferentes estratos econômicos?"

"Conectividade e acesso a dados são muito importantes para manter rico o mundo," disse Sandberg. Levando a tecnologia para as zonas rurais haverá enormes benefícios, enfatizou Ananda Mahindra, presidente e diretor executivo da indiana Mahindra. "Se nós podemos fazer nossas aldeias inteligentes, haverá enormes ganhos de produtividade." Mas a tecnologia, como telefones celulares e inteligência artificial pode fazer as pessoas se sentirem alienadas", disse ele. "Tem que haver empatia. Mas como podemos programar empatia artificial? "

Tecnologia irá conduzir melhorias na governança, disse Zachary Bookman, CEO da  Opengov,  dos EUA. "Uma das coisas que me impressiona sobre o estado da governança do mundo é como existem muitos governos quebrados",  observou. Com os avanços tecnológicos, "os governos vão se conectar muito mais de perto dos cidadãos. Eles devem refletir a cidadania. As pessoas devem saber para onde vão as receitas fiscais, o que eles estão fazendo com o dinheiro de seus impostos. Como as novas ferramentas de digitalização do governo haverá uma nova paisagem de cidadania. Muito mais pública, colaborativa, integrativa e produtiva."

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top