Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Jovem quer atingir 15 milhões de estudantes com startup de educação

Postado em: 21/02/2016, às 21:46 por Redação

Complementar o conteúdo de alunos do ensino médio e superior. Esse é o objetivo do jovem Miguel Andorffy, de 25 anos. Baseado na sua experiência em conseguir transmitir seus conhecimentos em disciplinas que os demais estudantes têm dificuldades, Andorffy criou o Me Salva!, uma plataforma educacional com vídeo-aulas, simulados, exercícios e outros conteúdos para auxiliar alunos.

O empreendedor nunca foi um aluno dedicado. Mas quando ingressou na faculdade de engenharia, percebeu sua facilidade com cálculo, um terror para a maioria dos estudantes. A destreza com os números lhe rendeu já no segundo semestre de aulas um emprego de professor em um curso particular de reforço. A partir daí, passou a lidar com pessoas que temiam os números, mas que com a ajuda de Andorffy conseguiam a aprovação.

Entusiasmado com os resultados em sala de aula, o jovem empreendedor compartilhou na internet algumas de suas lições de cálculo. Montou um aparato simples com uma webcam que capta a imagem de uma folha em branco, sobre a qual escreve. No vídeo, apenas sua voz narra os traços no papel. O jovem esperava algumas dezenas de visualizações nas primeiras semanas. Para seu espanto, seu canal do YouTube foi acessado milhares de vezes no primeiro mês. Nasceu assim o Me Salva!, em 2013.

"Comecei a dar aulas para auxiliar alunos de cálculo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e vi que somente as aulas não eram suficientes, precisava de mais conteúdo", conta Andorffy. "Resolvi gravar o vídeo de forma improvisada, com uma câmera captando apenas minha mão e uma folha em branco resolvendo exercícios", lembra o jovem. De forma inesperada, o canal do empreendedor no YouTube recebeu rapidamente 100 mil visualizações.

O que antes era só o canal no YouTube, se transformou hoje numa plataforma maior e mais elaborada. O MeSalva! conta hoje com cerca de 70 milhões de aulas assistidas. Além das aulas de cálculo, a startup oferece também conteúdos de química e física, graças à ajuda de parceiros. "Queremos fazer do MeSalva! o melhor parceiro de estudos de todo aluno brasileiro. Seja na faculdade ou no pré-vestibular, queremos estar ao lado do estudante em todos os momentos de sua trajetória acadêmica", diz Andorffy.

Além da expectativa de alcançar 15 milhões de alunos, um crescimento de 50% em relação a 2015, o Me Salva! espera que sejam assistidas mais de 50 milhões vídeo-aulas a partir da plataforma em 2016 – no ano passado foram 38 milhões de visualizações. "Além das aulas de cálculo e matérias fundamentais que já temos, vamos aumentar nossa galeria com disciplinas específicas de saúde, administração e economia", diz o jovem empreendedor. Para atender essa expansão de classes, o Me Salva! vai aumentar seu corpo docente de 40 para 60 professores.

Formato diferenciado

Com vídeo-aulas realizadas com close up na mão do professor e uma folha de papel sulfite em branco, em que são resolvidos exercícios e explicadas matérias, o MeSalva tem uma taxa de retenção em vídeos de 55%. Ou seja, a cada dez alunos ao menos cinco assistem a aula até o final.

"O mercado de EaD estima que a taxa de retenção das aulas gira em torno de 9%. Nossa média elevada vem do formato de nossos vídeos que fogem do convencional modelo em que o professor está diante da lousa, assim levamos ao aluno uma experiência incrível de ensino", explica Andorffy.

Empreendedor educador

Após entrar na engenharia elétrica e perceber a dificuldade de aprovação dos colegas nas disciplinas de cálculo, Andorffy começou a dar aulas de matemática. Ali iniciou-se uma paixão pelo ensino que culminou na criação de alguns vídeos que foram postados no YouTube para dar dicas aos estudantes sobre como resolver exercícios de cálculo. Esses vídeos atraíram uma grande audiência, devido a sua didática simples e a uma linguagem próxima a dos estudantes, e esse foi o início do Me Salva!, que já impactou mais de 10 milhões de pessoas.

Como empreendedor, o criador do Me Salva! foi vencedor da primeira edição do Prêmio Jovens Inspiradores, entre mais de 10 mil concorrentes, sendo premiado com uma bolsa de estudos para Stanford, onde estudou empreendedorismo e tecnologia. Em 2014, fez parte do K50, um grupo formado pelas 50 empresas mais disruptivas no mundo criadas por empreendedores com menos de 25 anos, eleitas pela Kairos Society.

No ano passado, levou o Me Salva! para ser acelerado pela Fundação Lemann e posteriormente investido pela Ebricks Ventures na sua primeira rodada de investimento. Em 2016, foi selecionado para o Bootcamp com Steve Blank, na universidade de Columbia (NY), onde pôde desenvolver novas formas de impactar a vida dos estudantes.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top