Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

PMEs estão atrasadas e temem perder a corrida tecnológica, segundo pesquisa

Postado em: 24/04/2013, às 16:53 por Ana Lúcia Moura Fé

As pequenas e médias empresas (PMEs) estão em descompasso com as novas tecnologias disponíveis e preocupam-se com a atualização precária de seus websites, o que prejudica a competitividade principalmente em relação às grandes empresas. Seus executivos sofrem estresse por receio de não conseguirem acompanhar a acelerada evolução das tecnologias e perderem terreno para concorrentes mais ágeis.

Estas são algumas das conclusões de estudo feito pelo Grupo Incyte a pedido do SiteApps — marketplace de aplicativos da Predicta – entre dezembro de 2012 e janeiro de 2013, junto a proprietários, CEOs e altos executivos de PMEs norte-americanas de diversos setores.

A pesquisa sobre as estratégias online das PMEs aponta que para 68% dos entrevistados a página da web foi importante para o direcionamento de negócios e/ou para o fortalecimento da marca. A grande maioria dos líderes de pequenas empresas considera modificar, melhorar ou refazer totalmente seus websites uma prioridade em 2013.

Por outro lado, a maioria das empresas não enxerga nas mídias sociais um fator relevante para seus esforços em marketing. De fato, 51% admitiram que as redes sociais não fizeram parte de seus esforços de marketing online em 2012 – a expectativa dos pesquisadores, entretanto, é que a adoção dessas plataformas cresça este ano.

Em torno de 54% revelaram preocupação quanto à possibilidade de a acelerada evolução tecnologia atropelar sua capacidade de competir, fazendo-as perder terreno para concorrentes mais adaptados aos novos tempos.

Os pesquisadores também destacam como preocupantes os sinais de que as PMEs não estariam criando websites eficazes, capazes de gerar boa experiência do consumidor e reter visitantes.

Um desses sinais seria o fato de 75% das pequenas empresas pesquisadas não usarem ferramentas de análise, como Google Analytics, para medir o desempenho de seus websites em 2012. Cerca de 60% não acreditam que análises de sites gerem dados e ferramentas para efetuar mudanças que podem garantir melhores resultados.

Outras 25% não sabem se seu website é compatível com dispositivos móveis, enquanto apenas 40% têm sites nos formatos para celulares e tablets.

Phillip Klien, CEO do SiteApps e sócio-fundador da Predicta, considera "chocante" como poucas PMEs utilizam ferramentas como o Google Analytics para medir o desempenho de seus sites.

"É como fazer um voo cego em uma tempestade", diz ele, para quem é necessário que PMEs adotem soluções de marketing online simplificadas, e não técnicas.

Apesar de o estudo refletir o mercado norte-americano, o resultado pode ser perfeitamente aplicado à realidade brasileira, na avaliação do executivo.

"A escassez de tempo, recursos e desconhecimento para as empresas de pequeno porte investirem em atualização tecnológica é semelhante em qualquer parte do mundo. Seja no Brasil ou nos Estados Unidos, as PMEs acabam por concentrar seus esforços no negócio principal, relegando a presença online a um segundo plano", diz Klien.

Confira outros achados do estudo:

PMEs estratégias online

Tags: , , , , , , , , , ,

1 Comentário

  1. Gustavo Jota disse:

    Muito interessante a pesquisa, especialmente na esfera móvel onde sequer o empresariado sabe da compatibilidade de sites com dispositivos móveis. O que me preocupa é que ainda não está no radar das empresas a criação de Apps comerciais ou corporativas como estratégia para o crescimento e gestão.

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top